Promoção dia dos Pais

A venda 500 mil toneladas de milho

22 de junho de 2016 08:48 | Rogério Côlvero
A venda 500 mil toneladas de milho

O Conselho Interministerial de Estoques Públicos autorizou a venda de mais 500 mil toneladas de milho dos estoques do governo federal. Até o final do mês as primeiras 100 mil toneladas serão vendidas. A Conab não disse quanto desse total de milho virá para Santa Catarina.

PT em movimento

Cláudio Vignatti, presidente estadual do PT, esteve ontem (21) em Xanxerê para a reunião com seus correligionários quando foi confirmada a candidatura a prefeito do professor Alessandro Antoniolli. O partido se mostra aberto para coligações, mas os eleitores esperam que o candidato e seus companheiros subam no palanque para apresentar projetos para o desenvolvimento do município e não só para defender àqueles que “meteram a mão” no dinheiro da Petrobrás ou para gritar que é “golpe” o impeachment de Dilma que o próprio povo tanto exigiu pelas ruas.

A Oi falida – quem paga a conta?

A Oi Telecom com dívida de R$ 51 bilhões entrou em recuperação fiscal. Os serviços da Oi em Santa Catarina são considerados de péssima qualidade. Usada para grandes negociatas pelo filho e amigos de Lula, levou uma fábula bilionária do BNDES, do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e de fundos de pensão. Vai sobrar para o povo pagar a conta.

Sobre as eleições municipais

O deputado Gelson Merísio (PSD) analisando a pesquisa realizada pela RBS/Mapa, sobre o que diz os eleitores, opinou: “ o eleitor está em busca de administradores com atitude. Juntar a vontade de um pouco de conhecimento, alguém que seja renovação, mas que chegue com condições de tomar atitudes práticas desde o começo”. Se analisarmos o que pensa Merísio, chega-se à conclusão que os candidatos a prefeito do PSD para Xanxerê não têm o perfil exigido ou imaginado pelo deputado, por exemplo: “administrador com atitude; alguém que seja renovação; chegar com atitudes práticas desde o começo”.

Gaúcho pensando…

Nas geadas do inverno o gaúcho bem agasalhado olhando para o campo branco e o gado pastando, sem dúvida, está pensando qual o próximo gaúcho que “vamos botar” para treinar a seleção brasileira. Já foram o Felipão, o Mano, o Dunga e agora o Tite. Em outros tempos, nos mesmos frios de inverno, o gaúcho com o chimarrão bem quente, olhando no horizonte e pensando qual o próximo presidente que vamos botar lá no Palácio. Já foram, Getúlio Vargas, João Goulart, Costa e Silva, Geisel, Dilma… não, Dilma é mineira tchê.

FALA POVO

– “Botando veneno nas árvores, prática considerada moderna.  Em outros tempos, nas matas se ouvia o ronco da moto-serra e o barulho do tombo das árvores”.

– “Antigamente em Xanxerê tinha os conhecidos “mata-cachorro” com veneno num pedaço de salame. Hoje têm os envenenadores de árvores. E assim, o tempo passa. ”

– “ O pessoal que vem para as Olimpíadas vem de calça comprida sem bolsos para evitar as picadas dos mosquitos e o roubo da grana. O Rio está falido e pede socorro. Também, é só festa.”

– “A reconstrução do Ginásio de Esportes Ivo Sguissardi, pode começar na próxima semana. Xanxerê não pode falar mal de Dilma – a duplicação da BR.282 e o Ginasião – ajuda dela.”

– “Aliás, o prefeito Miri não pode reclamar da presidente Dilma. O governo dela ajudou mesmo o município. Não se sabe se o Michel vai ajudar…”

– “Com toda a sinceridade, não é justo pagar uma grana enorme para um show na Femi numa crise dessas e num frio de lascar. ”

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais