O que é qualidade de vida para você?

20 de julho de 2018 07:56 | Viver Bem
O que é qualidade de vida para você?

Dando continuidade à nossa coluna semanal, vamos conversar um pouco sobre qualidade de vida. A definição de qualidade de vida é muito ampla, e cada indivíduo tem um conceito para tal, mas em resumo, tem a ver com encontrar o equilíbrio (seja no âmbito financeiro, amoroso ou pessoal) e diminuir o estresse das situações cotidianas, a fim de alcançar autoestima e bem-estar.

Vai muito além da saúde física, também abrange o estado psicológico de cada um, seu grau de independência, como são suas relações sociais em casa ou em outras situações cotidianas, o significado do trabalho em sua vida, tempo para sono e lazer, rotina profissional, espiritualidade, aprendizagem e muito mais. Lembrando que, qualidade de vida é diferente de padrão de vida, e muitas pessoas confundem esses termos. Padrão de vida é uma medida que quantifica a qualidade e quantidade de bens e serviços que determinada pessoa ou grupo pode ter acesso, já para garantir uma boa qualidade de vida, deve-se ter hábitos saudáveis, cuidar bem do corpo, ter uma alimentação equilibrada, relacionamentos saudáveis, ter tempo para o lazer e vários outros hábitos que nos façam sentir bem, essas ações acarretam boas consequências, e assim passamos a usar o humor para lidar com situações de stress, e ter controle sobre nossa própria vida.

Nós médicos, ouvimos diversas queixas diariamente, a grande maioria delas se repetem e o que percebo é que sempre em algum momento da vida acaba-se por se perder algum dos pilares importantes para o equilíbrio do nosso ser saudável, o principal deles para mim é o emocional, isso porque estamos sempre em conflitos com quem somos e com quem gostaríamos de ser e assim precisamos optar pelas escolhas que nos fazem sentir bem para poder caminhar para uma vida com qualidade e garantir a paz que muitas pessoas não tem para começar a se relacionar, estudar e trabalhar.

Então eu lhes pergunto, como está a sua saúde mental? Deixa eu explicar melhor, a saúde mental de uma pessoa está relacionada à forma como ela reage às exigências da vida e ao modo como harmoniza seus desejos, capacidades, ambições, ideias e emoções.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, saúde mental é um estado de bem-estar no qual o indivíduo é capaz de usar suas próprias habilidades, recuperar-se do estresse rotineiro, ser produtivo e contribuir com a sua comunidade, ao longo da vida, todos nós podemos ser afetados por problemas de saúde mental, de maior ou menor gravidade, algumas fases, como a entrada na escola, a adolescência, a menopausa e o envelhecimento, ou acontecimentos e dificuldades, tais como a perda de familiar próximo, o divórcio, o desemprego, a reforma e a pobreza podem ser causa de perturbações da saúde mental, estima-se que em cada 100 pessoas, 30 sofram, ou venham a sofrer, em algum momento da vida, de problemas de saúde mental e que cerca de 12 tenham uma doença mental grave.

Alguns dos problemas mais frequentes são: depressão, ansiedade, mal-estar psicológico ou stress continuado, dependência de álcool e outras drogas, perturbações psicóticas, como a esquizofrenia, atraso mental e demências.

Pessoas mentalmente saudáveis compreendem que ninguém é perfeito, que todos possuem limites e que não se pode ser tudo para todos. Elas vivenciam diariamente uma série de emoções como alegria, amor, satisfação, tristeza, raiva e frustração. São capazes de enfrentar os desafios e as mudanças da vida cotidiana com equilíbrio e sabem procurar ajuda quando têm dificuldade em lidar com conflitos, perturbações, traumas ou transições importantes nos diferentes ciclos da vida.

Tá ok, fácil dizer e saber de tudo isso, para pôr em prática é muito mais complicado não é verdade? Bom, tudo é questão de se criar hábitos, ninguém nasceu com o hábito de escovar os dentes diariamente, isso se construiu com o tempo.

Então, seguem algumas dicas:

 

  • Antes de qualquer coisa, é necessário se conhecer, saber quais são suas qualidades e defeitos, para que em momentos mais rigorosos você saiba quais são seus limites e não se cobre tanto. Dessa forma, fica mais fácil gerir suas responsabilidades de forma efetiva;
  • Tenha tempo para você – parece bobeira e clichê, mas é necessário que você tenha um tempo para si mesmo. Assim, você consegue colocar as ideias no lugar e fazer coisas por você e não somente para os outros;
  • Descubra sua motivação – seja em questões pessoais ou no trabalho, é importante saber o que te motiva. Dessa maneira, você sabe qual a melhor forma com a qual poderá contribuir e continuar motivado.

 

A qualidade de vida é elemento essencial para um desenvolvimento pleno e saudável. E para alcançá-la uma mudança de hábitos é fundamental, para se adaptar e sentir-se confortável com os acontecimentos cotidianos.

E lembre-se, para manter uma boa saúde mental:

  • Não se isole
  • Reforce os laços familiares e de amizade
  • Diversifique os seus interesses
  • Mantenha-se intelectual e fisicamente ativo
  • Consulte o seu médico, perante sinais ou sintomas de perturbação emocional.
  • E principalmente – > Não seja espectador passivo da vida!

 

 

Daiana Dambroso (CRM/SC 20.681)

20/07/2018

 

Dra Daiana Dambroso

 

 

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais