Promoção dia dos Pais

O trigo para alimentar animais

3 de junho de 2016 08:27 | Rogério Côlvero
O trigo para alimentar animais

 

As agroindústrias compraram todo o trigo do mercado para alimentar animais. Isto ocorreu devido a falta de milho e o governo Dilma (PT) não fez estoques e liberou o que tinha para a exportação. Em consequência, com a falta do milho tiveram que comprar o trigo para incluir na ração de aves e suínos. As agroindústrias estão importando milho do Paraguai ao preço de R$ 46 reais a saca, segundo informou Mário Lanznaster, da Aurora de Chapecó. Está previsto uma escassez de trigo e, em consequência, o aumento do preço do pão e o pior, o produto poderá faltar.

As sobras para os hospitais

Os R$ 100 milhões em sobras do orçamento da Assembleia Legislativa catarinense do ano de 2015, têm destino: 186 hospitais filantrópicos do Estado, mais Hemosc e Samu. Além destes recursos, o presidente da Assembleia, deputado Gelson Merísio (PSD) apresentou um projeto de Lei para criar um fundo que receberá recursos e repassará para entidades de saúde. Este fundo contará com as sobras da Assembleia, Judiciário, Ministério Público de SC e Tribunal de Contas. Se aprovado o projeto, os recursos serão utilizados pelos hospitais filantrópicos que atende a população com 72% dos leitos pelo SUS e mais 77% dos leitos de UTI além do pagamento das cirurgias eletivas.

Pode faltar dinheiro

A greve dos trabalhadores no transporte de valores já atingiu a população.  Os caixas eletrônicos espalhados pelo comércio já não é possível sacar dinheiro e fazer outras  operações.  São eles que fazem a reposição de dinheiro nos caixas eletrônicos e abastecem as agências bancárias. Os servidores exigem de suas empresas um aumento salarial equiparando, pelo menos, aos salários que são pagos por empresas do Paraná. É indefinida a data do retorno das atividades e consequentemente a volta ao trabalho.

Jovens candidatos

Não há dúvidas o quanto é importante  a disposição dos jovens em se candidatarem a um cargo eletivo nestas eleições. A democracia oportuniza que cada cidadão com 18 anos de idade possa se candidatar. A vereador, por exemplo, o número é bastante grande – claro que caberá aos seus respectivos partidos definir as candidaturas e depois registrá-las de acordo com a lei eleitoral. O que teria motivado a juventude em concorrer a uma cadeira na Câmara? Tomara que seja realmente para iniciar uma nova maneira de fazer política, com seriedade e principalmente com honestidade. Há quem diga que esta vontade “louca” de ser candidato é motivada pela triste ação dos políticos corruptos com ganhos fáceis. Espera-se que não seja esta a verdade,  mas a verdade de trabalhar pela comunidade com muita honestidade.

FALA POVO

– “Que motivo teria alguém que já foi duas vezes prefeito querer ser novamente?  A cadeira deve ser muito confortável ou ser muito apaixonado pelo poder.

– “Em boca pequena o povo do Bairro Bela Vista avisa: vem aí o asfalto casquinha de ovo, outra vez.”

– “Falando em asfalto, observe as ruas do Bairro Colato – próximas a pracinha – o asfalto está se desmanchando. É preciso uma reposição.”

– “ A cada dia o comércio em SC vende menos. Ofertas e mais ofertas e o povo para comprar, onde está?”

– “ Antes, os porta-malas dos veículos eram cheios na saída dos supermercados mas agora, observe prá ver.”

– “ Já observou quantas salas vazias na área central de Xanxerê? Foram lojas que fecharam e em consequência demitiram funcionários”.

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais