Unicesumar: reality “Mão na Massa” começa na próxima segunda-feira

23 de fevereiro de 2018 11:13 | UniCesumar na comunidade
Unicesumar: reality “Mão na Massa” começa na próxima segunda-feira

Reality de Gastronomia da Unicesumar será disputado por 24 alunos

 

Vinte e quatro estudantes de Gastronomia da Unicesumar vão disputar o reality “Mão na Massa”. Os competidores são alunos dos polos de Educação a Distância (EAD) de 12 Estados brasileiros e do Distrito Federal, além de acadêmicos dos quatro campi da instituição no Paraná. O reality será realizado de 26 de fevereiro a 2 de março, no campus sede da Unicesumar, em Maringá (PR), e contará com participações especiais de grandes nomes da gastronomia brasileira, como o chef Lucas Corazza.

 Os 24 competidores foram escolhidos entre 100 candidatos que participaram da prova de seleção: preparar um Bife Wellington, bife de filé revestido com patê e duxelles, envolto em massa folhada e assado. Os vídeos dos candidatos, com o passo a passo da receita, foram avaliados por um júri de professores do curso de Gastronomia da Unicesumar.

 Durante o “Mão na Massa”, os competidores participarão de provas diárias e serão testados no preparo de um prato assinatura, massas artesanais, bolo em camadas, caixa surpresa e hambúrguer artesanal. Para a prova final, quando terão que preparar um jantar completo, com entrada, prato principal e sobremesa, os participantes serão divididos em seis equipes. Os integrantes das três melhores equipes receberão kits especiais de utensílios de cozinha. Além desses presentes, os membros da equipe campeã ganharão bolsa integral para um dos dois cursos de pós-graduação em Gastronomia da Unicesumar: Gastronomia Funcional e Natural ou Gestão estratégica em Negócios Gastronômicos.

 Antes de cada prova, os competidores participarão de aulas especiais sobre vinhos, massas artesanais e harmonização, confeitaria, cozinha contemporânea, cozinha clássica, carnes e hambúrgueres. Após as aulas, todos irão para a cozinha preparar a prova do dia. Cada prova será avaliada por um júri diferente, formado por professores e chefsconvidados de acordo com a habilidade testada. Um deles será o chef confeiteiro Lucas Corazza, jurado do programa de tevê “Que seja Doce”, que dará a aula de confeitaria e avaliará a prova do bolo em camadas.

 Segundo o professor Vinícius Pires Martins, coordenador do “Mão na Massa”, a participação no reality será importante para os currículos dos participantes. Ele, que já participou do concurso de Melhor Hambúrguer do Brasil do programa Mais Você, da apresentadora Ana Maria Braga, na Rede Globo, afirma que essas competições revelam novos talentos ao mercado da gastronomia. “Quem consegue passar pela seleção para essas competições já possui competências diferenciadas, que o reality ajuda a mostrar. Trata-se de uma grande vitrine”, destaca.

 Para o diretor de Planejamento de Ensino da Unicesumar, Frabrício Lazilha, o “Mão na Massa” valoriza a prática acadêmica. “O fazer é essencial para uma formação de qualidade”, afirma. Ele também destaca a interação com outros alunos, de diferentes partes do Brasil, como outro atributo importante do reality.

 A Unicesumar lançou o curso de Gastronomia EAD em 2015 e já possui 2.500 alunos em 208 diferentes polos de EAD. A graduação tem duração de dois anos. Criado para atender à crescente demanda do mercado de trabalho por profissionais dessa área em todo o Brasil, este é um dos cursos que mais cresce dentro da instituição.

 Este será o segundo reality show promovido pela Unicesumar como prática pedagógica. O primeiro foi o Reality Fashion, realizado em julho do ano passado, que foi disputado por 30 alunos de Design de Moda de 15 Estados brasileiros. “O reality de moda foi um sucesso absoluto e nos inspirou a realizar o de gastronomia. Nenhuma outra instituição de ensino superior do Brasil promove realities como forma de ensinar. Isso é inovação pedagógica, que faz parte do nosso DNA”, destaca o pró-reitor de EAD da Unicesumar, William de Matos Silva.

 Conheça os 24 participantes do reality “Mão na Massa” da Unicesumar.

Alcyr Alves Viana Neto, 51, DF (polo EAD de Brasília)

Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG), com mestrado e doutorado em Educação, Alcyr possui um currículo profissional extenso, que logo será complementado com mais uma formação: Gastronomia. Apesar da rotina acadêmica, sempre arruma tempo para realizar eventos gastronômicos para familiares e amigos, quando aprimora suas técnicas e práticas culinárias. “Sempre gostei de cozinhar em casa. Aos 20 anos, como militar, trabalhei no restaurante em uma unidade do Exército e conheci o dia a dia de uma operação dessas”, explica. Para o futuro, quer fazer outros cursos no Brasil e no exterior.

Alex Sandro Cobo, 36, SP (polo EAD Adamantina)

Trabalhar com alimentação está em suas raízes. Aos dez anos, Alex era feirante com os seus pais; aos 20, abriu um minimercado; a partir daí, foi gerente de supermercado, distribuidor de chope e abriu um restaurante, no qual trabalha atualmente com sua família. Suas melhores habilidades como cozinheiro são comidas regionais, bolos, tortas e doces. “Sou persistente, guerreiro, gosto de desafios e não desisto dos meus sonhos”, afirma Alex.

Claudia Emilia Santos, 37, PR (campus de Ponta Grossa)

Para quem sempre cozinhou para a família, transformar a atividade em uma fonte de renda acabou sendo um caminho natural. Em busca de novos conhecimentos e aperfeiçoamento técnico, decidiu ingressar no curso de Gastronomia e é fã confessa da Cozinha Clássica. Para o futuro, sonha em abrir o próprio negócio. Cláudia acredita que sua participação no reality Mão na Massa ajudará a acelerar a concretização desse sonho, pois lhe dará reconhecimento no mercado gastronômico.

Claudia Ferreira Borges de Salles Passarelli, 55, MG (polo EAD Itajubá)

Ficar no apoio da cozinha, picando ingredientes e lavando a louça, era a função da Claudia nas reuniões de família, pois não sabia cozinhar muito bem ou, pelo menos, achava isso. Após um grave problema pessoal, decidiu virar o jogo e começou a fazer cupcakes para vender. Foi assim que a Gastronomia entrou na sua vida, quando percebeu que seus bolos faziam as pessoas felizes. Aos 55 anos, professora de inglês, resolveu fazer o curso de Gastronomia para ampliar seus horizontes e aprimorar o trabalho na confeitaria, sua verdadeira paixão. Para a competição, promete perseverança e dedicação. “Quero ser um exemplo para que as pessoas entendam que não tem idade para encarar novos desafios e sonhar”, afirma Claudia.

Edivam Gomes Dantas, 40, PA (polo EAD Castanhal)

Uma necessidade que se transformou em amor. Resumidamente, essa é a relação de Edivam com a cozinha. Aos 11 anos, após um grave acidente sofrido por sua mãe, o então cozinheiro assumiu a responsabilidade de fazer as refeições da família. A partir daí, não parou mais. “A gastronomia me move, me acompanha e está no centro da minha trajetória de vida”, reflete Edivam. Com 20 anos, começou a trabalhar em um restaurante. Na sequência, passou por padarias, confeitarias, doçarias, churrascarias, buffets e outros restaurantes. Mesmo com tanta experiência, não deixou de se profissionalizar e buscou o curso de Gastronomia da Unicesumar para enriquecer seu currículo e adquirir novos conhecimentos, pois, para ele, “a arte de cozinhar é transformar uma receita em uma experiência inigualável de sabores”.

Eliana Gomes Santana, 43, BA (polo EAD Cruz das Almas)

Proprietária de uma corretora de seguros, Eliana não estava completa profissionalmente e sentia falta de algo que lhe trouxesse emoção. Apoiada pelo marido, iniciou o curso de Gastronomia da Unicesumar. “Queria obter um aprendizado completo e profundo. Não queria apenas aprender a cozinhar, mas sim desbravar o mundo da alta cozinha”, afirma a estudante. Em sua casa, sempre buscou fazer mais do que a comida do dia a dia, surpreendendo a família e amigos com pratos criativos. Participar do reality é um sonho que está sendo realizado. Acredita que o contato com pessoas de diferentes lugares e profissionais da Gastronomia contribuirá muito com sua formação.

Fabiana Dias Listo Santos, 40, ES (polo EAD Cachoeiro de Itapemirim)

Por gostar de cozinhar, há cinco anos Fabiana resolveu transformar esse talento em negócio e abriu uma creperia. Com o tempo, sentiu a necessidade de entender mais sobre o ramo e adquirir novos conhecimentos na cozinha. Foi então que descobriu o curso de Gastronomia da Unicesumar. “Venho de uma cozinha simples e de raiz. Com o curso, meu objetivo é inovar e melhorar a gestão do meu negócio”, explica. Além de confiar no seu tempero simples e rico em sabores, acredita que terá um bom desempenho na competição por ser uma pessoa alegre, comunicativa e saber trabalhar em equipe.

Fellipe Mathews Silva Santos, 26, BA (polo EAD Itabuna)

Desde criança, o analista de sistemas sempre gostou de cozinhar. Era o companheiro de sua mãe no preparo de boas receitas. Ao acompanhar reality shows na TV, teve a certeza que essa era sua área e decidiu cursar Gastronomia. Seus sonhos profissionais são trabalhar com grandes chefs, atuar como consultor gastronômico e ter seu próprio programa de Gastronomia, que já tem até nome: Food Network. Na competição, pretende valorizar o trabalho em equipe. Mas deixa claro: “sou guerreiro e não gosto de encarar as coisas para perder”.

Hannison Felipe Loiola da Silva, 28, BA (polo EAD Barreiras)

Hannison é funcionário público, trabalha com buffets para eventos e ainda ajuda nas atividades gastronômicas dos pais. Seu pai tem uma tapiocaria e sua mãe produz doces e tortas finas. Com essa herança, apaixonou-se pela área. “Sempre tive o sonho de fazer um curso de Gastronomia, mas não tinha condições de ir para um grande centro estudar. Quando a Unicesumar inaugurou em Barreiras, corri e fiz minha inscrição. Fui um dos primeiros alunos aqui da cidade”, conta. De personalidade tranquila, sabe trabalhar sob pressão e acha que esse será um diferencial competitivo no reality.

Izailda Maria Calvis Reis, 56, MS (polo EAD Campo Grande)

Produtora rural na atividade pecuária, Izailda é adepta da Gastronomia funcional, orgânica e sustentável. Há cinco anos, após passar por uma grave doença, estuda e vive este estilo de vida. “Não consumo nada que venha da indústria. Acredito que quanto mais você se afasta da natureza mais você adoece”, afirma. Hoje, é Técnica em Alimentos Funcionais e em Nutrição Funcional. Começou a estudar Gastronomia devido à necessidade de profissionalização, pois dá aulas de culinária funcional e lowcarb. Seu principal objetivo é compartilhar suas experiências e divulgar a Gastronomia de sua região, que ela define como “simples, porém, sofisticada”.

Jaqueline de Souza Luis Silva, 23, SP (polo EAD Dracena)

A intimidade com a cozinha é algo que Jaqueline vem construindo há pouco mais de cinco anos, quando se casou. Até então, não conhecia essa paixão pela Gastronomia que a fez buscar mais conhecimento. Recepcionista de um laboratório de análises clínicas, a estudante aproveita suas horas vagas para fazer bolos e doces, sua especialidade. “Para o futuro, quero abrir meu próprio negócio no ramo alimentício, um bistrô ou um food truck“, revela. Seu principal interesse pelo “Mão na Massa” é aprender muito, com os chefs e com os outros participantes.

Kathia Nani Chiuchetta, 50, PR (campus de Maringá)

Das telas do YouTube para o “Mão na Massa”. Essa é a trajetória de Kathia, recém-formada em Gastronomia pela Unicesumar e que há três meses possui um canal no YouTube. Aos 50 anos, Kathia revela paixão pela cozinha quente e pela confeitaria. De descendência italiana, ela atribui à genética o gosto pela Gastronomia e aposta na experiência para se dar bem na competição. “Nunca participei de um reality, mas sempre participei de muitos concursos. Foco, determinação e muita adrenalina me fizeram aceitar esse desafio”.

Lesly Fernandes dos Reis, 43, RJ (polo EAD Rio de Janeiro)

De altos cargos gerenciais para a cozinha. Com MBA em Administração de Empresas, Lesly iniciou na carreira executiva muito cedo, deixando de lado um grande sonho, fazer Gastronomia. Em 2016, resolveu dar uma reviravolta em sua vida, desligou-se da empresa que trabalhava e se inscreveu em um curso de confeitaria. A partir daí, não parou mais. No ano seguinte, iniciou o curso de Gastronomia na Unicesumar e paralelamente um curso de Chef Executivo. “Gosto de estudar, pesquisar e testar novos sabores. As infinitas possibilidades de criações na Gastronomia me fascinam e essa relação com a cozinha só cresce”, afirma Lesly. Acredita que observação e foco são qualidades que lhe ajudarão na competição.

Maria Luiza Hacke, 19, RS (polo EAD São Bento do Sul)

Uma jovem cozinheira que antes de se decidir definitivamente pela profissão, tentou outros caminhos, chegando até cursar um semestre de Comércio Exterior. Porém, a paixão pela cozinha falou mais alto. Atualmente, Maria Luiza trabalha em um restaurante japonês, mas confessa que é apaixonada pela comida italiana. “Eu amo cozinhar e esse amor teve início na minha casa, pois aprendi com a minha mãe que também é cozinheira”, explica. Com o reality, acredita que poderá crescer não só profissionalmente, mas também como pessoa. Pensando no futuro, tem grandes objetivos: fazer um intercâmbio e abrir seu próprio restaurante.

Mateus Corete da Silva, PR, 24 (de Sarandi, campus de Maringá)

Uma paixão que começou na infância e aumenta a cada dia. É assim que Mateus define sua relação com a cozinha. Com duas graduações pela Unicesumar – Técnico em Cozinha e Gastronomia –, ele atua na área mesmo antes da formação. “Quando fui em busca do primeiro emprego, não tive dúvidas que seria em um restaurante”. Trabalhando atualmente em duas cozinhas, Mateus diz não imaginar os desafios que terá pela frente, mas garante que tem uma carta na manga.

Murilo De Peder Zandoná, 25, PR (campus de Maringá)

A paixão pela cozinha vem de família. Cresceu vendo o pai cozinhar e desde adolescente acompanhava e auxiliava a mãe na realização de jantares, o que o aproximou de diversos cozinheiros e despertou o interesse pela arte. Passou a cozinhar em eventos, mesmo durante a graduação no curso de Direito. Aos 25 anos, Murilo se diz especialista em Cozinha Italiana e Panificação e espera que o reality seja uma possibilidade de mostrar que pode mais, que a Gastronomia não é uma segunda opção e que sonhar nunca é demais.

Regina Batista de Oliveira, 45, MG (polo EAD Pouso Alegre)

“Precisamos buscar sempre os nossos sonhos para que estes aconteçam, pois somos capazes”. Essa é a frase que inspira Regina, empresária na área de produtos para higienização de empresas, que cozinha desde menina por paixão. Aprendeu essa arte com a mãe, que fazia salgados e chocolates artesanais para vender, e agora a ensina às filhas Rebecca (12) e Rhany (7). Gosta muito de preparar massas frescas e tem planos de fazer uma pós-graduação em Gastronomia Funcional e Natural, montar uma cozinha industrial de massas frescas e molhos, empreender em uma escola de culinária e lecionar em faculdades. “Também quero viajar para Itália, França e Portugal com foco na Gastronomia regional”, conta.

Roberto Bellini Costa dos Santos, 43, RR (polo EAD Boa Vista)

Culinária norte-brasileira é a sua especialidade. Há seis anos, comanda um restaurante e acredita que o sucesso na cozinha se dá com o trabalho em equipe e em saber cumprir e delegar tarefas. O interesse pela Gastronomia vem de infância, quando sua família o ensinou a trabalhar a partir de três premissas: união, amor e sabor. Porém, a busca incessante pelo conhecimento e aprimoramento, o levou ao curso de Gastronomia da Unicesumar. Acredita que o reality é uma oportunidade para interagir e aprender com profissionais de diferentes culturas e lugares do Brasil. Seu sonho é colocar o estado de Roraima em destaque no cenário gastronômico nacional.

Sandra Bispo de Melo, 41, GO (polo EAD Formosa)

Entre tantas coisas que Sandra gosta de fazer, cozinhar está no topo da lista. Por isso, decidiu fazer Gastronomia. Para ela, adquirir novos conhecimentos é motivador. Nas reuniões em família, segue à frente no comando da cozinha, sempre inventando pratos diferentes. Seus dois filhos, Heitor (6) e Rómulo (9), sempre curiosos para saber o que a mãe está testando, parecem ter herdado o talento na cozinha. Quando questionada sobre o futuro, deixa claro que prefere viver um dia de cada vez. Porém, tem planos de abrir seu próprio negócio na praia.

Suelen Pereira de Mendonça, 33, MG (polo EAD Formosa)

Além da paixão por cozinhar, o que mais motivou Suelen a buscar a Gastronomia como profissão, foi sua mãe. Como trabalhava fora, quem cuidava do almoço da família diariamente era Suelen, que sempre surpreendia com pratos criativos. Muitas vezes, em suas aventuras, servia algo além do ponto ou muito salgado, porém, sempre obteve a admiração e incentivo de sua mãe. Confeitaria é a sua grande paixão e onde pretende se especializar. Acredita que o Mão na Massa vai lhe trazer boas experiências, novos aprendizados e lhe testar em um ambiente de competição.

Suzana Flor Reinaldo de Andrades, 41, RS (polo EAD Osório)

Irmã mais velha de cinco filhos, Suzana aprendeu a cozinhar muito cedo, pois tinha a responsabilidade de cuidar dos seus irmãos. Assim, fez da cozinha sua profissão. Trabalhou em restaurantes, casas de família, vendeu salgados na rua e hoje é merendeira em uma escola pública. Nas horas vagas é salgadeira, atividade que complementa sua renda e paga seus estudos. “Fazer Gastronomia é um sonho sendo realizado. Pra mim, cozinhar é algo prazeroso, que não consigo expressar em palavras. Me desligo de tudo e não sinto cansaço, é algo inexplicável”, comenta Suzana. Para o “Mão na Massa”, promete 100% de foco e absorver o máximo de conhecimento.

Viviane P. Costa, 54, SP (polo EAD São Paulo)

Para Viviane, a cozinha é um mundo encantado, onde viaja por diferentes países sem sair do lugar. O envolvimento com a cozinha começou aos nove anos, ajudando sua mãe no preparo das refeições. Interessada em aprender mais, começou a ler livros de culinária, estudar e pesquisar. Quando se deu conta, já era uma ótima cozinheira. “Cozinho quando estou feliz, quando estou triste. Na comida, coloco toda a minha emoção e meu carinho. Cozinhar é mágico, é transformador, me fascina e me inspira”, destaca. Apesar de gostar de todas as áreas da Gastronomia, fazer pães é a sua especialidade. Também artista plástica vidreira, planeja criar uma linha de pães artesanais, embalados em suas artes.

Waleska de Figueiredo Maciel Silveira, 41, MG (polo EAD Belo Horizonte)

Waleska cresceu rodeada de excelentes cozinheiras: avó materna, tias e mãe. Curiosa, adorava vê-las preparar a comida do dia a dia e das datas especiais. Até seguia sua mãe em aulas de culinária e ficava encantada com o que aprendia. O tempo passou, ela se formou em Direito – sua principal atividade atual –, mas nunca deixou de lado seus dotes culinários. Hoje, a Gastronomia é uma segunda fonte de renda, ministrando aulas informalmente para grupos de amigos, preparando pratos por encomenda e atendendo pequenos eventos. Resolveu fazer um curso superior, pois sentiu a necessidade de aprimorar suas habilidades e técnicas, além de aprofundar os conhecimentos. “Tenho o projeto de migrar profissionalmente para a Gastronomia. Hoje, realizo todas as atividades em minha casa, mas adoraria ter um espaço só para isso”, revela.

Wiviane Machado, 41, Go (Polo EAD Uraçu)

A Gastronomia é um hobby que Wiviane resolveu levar a sério. Microempresária no ramo de móveis, eletrodomésticos e eletrônicos, ela se diverte na cozinha nos finais de semana, reunindo a família e amigos para provarem seus pratos. “Sempre admirei a Gastronomia e isso me despertou o desejo de aprender técnicas e combinações de sabores. Como moro em uma cidade do interior, nunca tive a oportunidade de me especializar. Mas quando fiquei sabendo da Unicesumar, não tive dúvida, me matriculei”, explica. Durante o reality, quer aproveitar ao máximo as dicas dos chefs para aprimorar seus conhecimentos e voltar para casa vencedora, “quem sabe”?


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais