Canil da PM de Xanxerê se torna referência para treinamento de cães

8 de agosto de 2018 08:46 | Comunidade , Polícia , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Canil da PM de Xanxerê se torna referência para treinamento de cães (Fotos: PM)

No último fim de semana, dois policiais da Polícia Militar do Paraná estiveram em Xanxerê para um treinamento. Os soldados Meira e Minikoski são do município de Umuarama e fazem parte do canil do 25º Batalhão de Polícia.

Os dois soldados vieram até a 4ª Companhia de Polícia Militar de Xanxerê para um treinamento integrado e troca de experiência com o Cabo Edemar e seu cão Thor, que alcançou a certificação em todas as modalidades de cão de polícia oferecidas pela CBKC.

Conforme Edemar, o treinamento foi uma troca de experiências mútua. Os oficiais buscaram o treinamento na 4ª Cia justamente por conta da certificação máxima de Thor.

“Foi um treinamento e uma troca de conhecimentos, eu repassei alguns conhecimentos para eles e adquiri conhecimento também. No ano de 2017 eu participei junto com eles de um seminário internacional de mantrailing, nos conhecemos e devido aos resultados que obtivemos no treinamento de mantrailing e busca e captura, eles buscaram trocar conhecimento com nós, tirar algumas dúvidas, assim como nós também aprendemos com eles. Eles estão em uma área de fronteira, tem muita incidência de entorpecente, então eles trabalham bastante com isso. Foi uma troca mútua de conhecimento”, explica.

Quanto ao trabalho, Edemar destaca que é gratificante receber um reconhecimento pelo seu trabalho e que busca sempre mais conhecimento para seguir com os trabalhos.

“É muito gratificante ter o trabalho reconhecido, mas o que mais me deixa feliz é poder ajudar no trabalho com cães dentro da polícia de uma forma geral no país. Ainda temos muita coisa para progredir, para avançar na cinofilia dentro da polícia e todas as áreas de segurança, o cão ainda pode oferecer muito para a gente. No Brasil, estamos engatinhando nisso e poder participar desse avanço da cinofilia no país é muito gratificante e buscamos sempre melhorar para ajudar os demais”, conclui.


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais