(49) 9 9827.3230

Coletivo Janete Cassol de Xanxerê promove 16 dias de ativismo

26 de outubro de 2017 - 09:15 / Comunidade Variedades Xanxerê | Comentários
Coletivo Janete Cassol de Xanxerê promove 16 dias de ativismo (Foto: Divulgação/ Coletivo Janete Cassol)

Na tarde desta terça-feira (24), lideranças do Coletivo Janete Cassol trataram das atividades programadas para os 16 dias de ativismo pelo Fim da Violência contra as mulheres, que acontecerá em Xanxerê.

A atividade é uma mobilização mundial e ocorre simultaneamente a partir do empenho da sociedade civil organizada e do poder público engajado. A primeira edição ocorreu em 1991 e já recebe adesão de 161 países no mundo inteiro.

Segundo as organizadoras, no estado de Santa Catarina, os 16 dias de ativismo acontecerão somente em Florianópolis e Xanxerê, o que demonstra uma grande conquista para o Coletivo Janete Cassol, que surgiu em 2017.

Durante a programação uma série de atividades estão preparadas no intuito de sensibilizar a sociedade, xanxerense e regional, sobre essa temática tão presente e tão abafada, e que precisa ganhar visibilidade e enfrentamento estratégico.

Na região de Xanxerê os números de violência doméstica são alarmantes, desta forma, o grupo desenvolverá atividades desde o dia 24 de novembro, até o dia 10 de dezembro, quando se dará o encerramento, no dia mundial dos Direitos Humanos.

Uma série de parcerias estão sendo buscadas e desenvolvidas para que os 16 dias de ativismo tenham a maior diversidade de adesão e participação.

Para o Vereador Adrianinho, que está na presidência da Câmara Municipal de Xanxerê, esta é mais uma atividade fundamental para um debate maduro e concreto sobre a temática, tão necessária.

“Neste ano nós já abordamos esse assunto com uma Exposição Fotográfica na Câmara Municipal, com o Projeto Câmara Mulher. Durante os 16 dias de ativismo, novamente a Câmara tem o papel de contribuir na mobilização e sensibilização de toda a sociedade, além de se engajar em encaminhamentos concretos de diminuição dos índices de violência contra a mulher. Nosso mandato está disposição e comprometido com esta causa”, finaliza Adrianinho. (Assessoria de Imprensa)

 

Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário