(49) 9 9827.3230

Colheita e comercialização do pinhão é permitida somente a partir de 1º de abril

21 de março de 2017 - 15:20 / Comunidade Saúde Xanxerê | Comentários
Colheita e comercialização do pinhão é permitida somente a partir de 1º de abril Foto: divulgação

 

Com o fim do verão e a queda das temperaturas, é tradicional o início do consumo do pinhão. É nessa época que as araucárias começam a amadurecer as pinhas para a reprodução da espécie. A colheita, o transporte, a comercialização e o consumo do pinhão serão liberados em todo o Estado, a partir do dia 1º de abril, conforme prevê a Lei estadual Nº 15.457 de 17 de janeiro de 2011.

O objetivo é garantir a reprodução da araucária, árvore ameaçada de extinção, que ocorre durante o primeiro semestre do ano. Além disso, a escassez de frutas nativas e outras fontes de alimento oriundas das florestas torna o pinhão, um recurso essencial para a fauna.

De acordo com as normas ambientais, a pessoa que for flagrada comerciando, transportando ou até mesmo armazenando o fruto antes desta data estará sujeita a responder um processo administrativo e a processo criminal, além de receber auto de infração ambiental e multa de R$ 300,00 para cada 60 quilos da semente.

PINHEIROS – Além do fruto, também está proibido o abate dos pinheiros nativos adultos portadores de pinhas nos meses de abril, maio e junho. Estão excluídos dessa proibição apenas os pinheiros autorizados por motivo de riscos pessoais e/ou materiais, de interesse social e/ou utilidade pública, para construções em áreas urbanas consolidadas e árvores oriundas de reflorestamento.

 

 

 

Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário