(49) 9 9827.3230

Com o verão, cuidados com as micoses devem ser redobrados

7 de dezembro de 2017 - 15:26 / Informativo publicitário | Comentários
Com o verão, cuidados com as micoses devem ser redobrados Dermatologista da Clínica PróVitta, Luciana Gauer (Foto Grasi Mohr)
O fungo pode estar presente na piscina, na praia, no chão ou em objetos de uso comum

 

As micoses são infecções causadas por fungos que podem acometer pele, couro cabeludo e unhas. Elas têm preferência por lugares quentes e úmidos, e por isso aumentam as taxas desse tipo de infecção no verão.

O fungo que causa a micose é invisível a olho nu, mas pode estar presente na piscina, na praia, no chão ou em objetos de uso comum. Existem situações que favorecem seu desenvolvimento, como baixa da imunidade, uso prolongado de antibióticos, diabetes e situação de umidade e calor.

De acordo com a dermatologista da Clínica PróVitta, Dra. Luciana Gauer, a micose não perdoa a falta de cuidados com a higiene, como não secar bem nas dobras e no meio dos dedos, o que deve ser feito com toalha ou secador frio.

 

Tipos de Micoses

Pitiríase versicolor: apresenta-se clinicamente como manchas brancas, descamativas, que podem estar agrupadas ou isoladas. Normalmente surgem na parte superior dos braços, tronco, pescoço e rosto.

Tineas (tinhas): manifestam-se como manchas vermelhas de superfície escamosa, crescem de dentro para fora, com bordas bem delimitadas, apresentando pequenas bolhas e crostas. O principal sintoma é coceira.

Candidíase: pode se manifestar de diversas formas, como placas esbranquiçadas na mucosa oral, comum em recém-nascidos (“sapinho”); lesões fissuradas no canto da boca (queilite angular) mais comum no idoso; placas vermelhas e fissuras localizadas nas dobras naturais (inframamária, axilar e inguinal), ou envolver a região genital feminina (vaginite) ou masculina (balanite), provocando coceira, manchas vermelhas e secreção vaginal esbranquiçada.

Onicomicoses: geralmente a unha se descola do leito e se torna mais espessa. Pode também haver mudança na coloração e na forma.

 

Cuidados

Luciana ressalta que o contagio pode ocorrer por contato direto, por isso é importante enxugar bem as áreas de dobras do corpo após o banho; evitar andar descalço em pisos úmidos; cuidados com utensílios de manicure (de preferência ter o seu); atenção ao compartilhar calçados e roupas; atenção a obrigatoriedade e periodicidade de exames médicos ao frequentar piscina e ambientes semelhantes.

Ela ainda enfatiza que na suspeita de micose deve-se procurar auxílio médico de um dermatologista, pois são os profissionais com treinamento especializado e atualizado para diagnosticar e tratar as micoses.

 

 

Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário