(49) 9 9827.3230

Custos mensais do Lar do Idoso são superiores a R$40 mil, a instituição se mantém com doações

28 de junho de 2016 - 16:32 / Comunidade Saúde Xanxerê | Comentários
Custos mensais do Lar do Idoso são superiores a R$40 mil, a instituição se mantém com doações Cesarina possui 107 anos e está no Lar do Idoso, ao seu lado Dionete (Foto: AlessandraBagattini/Lance Notícias)

Nascer, crescer, formar uma família e envelhecer. Para muitos um sonho, para outros nem tanto. Chegar na velhice, na maioria dos casos é uma satisfação imensa, mas nem para todos. Algumas famílias não possuem condições financeiras ou psicológicas de cuidar de um idoso, outros não possuem ninguém que possa os ajudar neste momento e, nos piores casos, aqueles que são maltratados. Quando se chega nessa situação, o que acontece com estes idosos?

A procura por famílias para colocar seus parentes mais velhos no Lar do Idoso localizado em Xanxerê é grande. A história de muitos que já estão lá, no total 25, em alguns casos é triste. São casos e casos. A mais velha do grupo, Cesarina de 106 anos é uma das mais saudáveis, esperta, adora conversar e tomar sol, outros são mais calmos.

Os cuidados são necessários 24 horas por dia. Ao todo são 21 funcionários e alguns voluntários e, muitas dificuldades: “as dificuldades são grandes, principalmente financeira. Nossos custos mensais giram em torno de R$40 mil e vivemos apenas de doações. Hoje não contamos com nenhum apoio governamental, seja da prefeitura, estadual ou federal, nenhum auxilio, apenas doações”, conta Dionete Rech, fundadora do Lar do Idoso.

DSC_1551

Construção do Lar

Há 11 anos o projeto saiu do papel. A ideia foi da Dionete e há todos estes anos ela se dedica aos idosos, “Esse projeto é meu, sou dona de casa e essa é uma missão que Deus colocou na minha mão”. No dia dois de dezembro completou quatro anos que o Lar do Idoso está funcionando.

O projeto ainda não está concluído, ainda falta uma ala de dormitórios que quando estiver concluída irá atender a 50 idosos: “já veio uma pessoa para nos ajudar a concluir a ala, mas eu acredito que ainda não é a hora. Eu peço muito a orientação para Jesus e ele me atende, me orienta, me acalma. Quando for a hora iremos concluir o projeto”, diz.

DSC_1558

Fila de espera

A fila de espera para entrar no Lar do idoso é grande, cerca de 30 pessoas aguardam uma vaga. Hoje o Lar conta com uma equipe composta de psicóloga, assistência social, médica, equipe técnica de enfermagem, tudo o que é necessário.

Terças, quintas, sábados e domingos, são os dias destinados a visitação. São poucos dias destinadas as visitas porque eles precisam ter uma rotina: “muitas pessoas não entendem, mas nós precisamos nos adequar a rotina deles”.

DSC_1564

Dificuldades

Há casos muito tristes no Lar do Idoso. Há pouco tempo um idoso faleceu. Há mais de um ano o seu filho não entrava em contato, após o falecimento, o filho ligou para o Lar: “Ele ligou, mas infelizmente a intenção dele era outra. Tinha se passado um ano e ele não nunca falou com o pai, quando o pai morreu nos ligou, mas o objetivo era saber do benefício do INSS, quando eu falei que o benefício já havia sido cortado, ele simplesmente desligou na nossa cara”, conta.

DSC_1568

Como ajudar

Produtos de limpeza, luvas de enfermagem, comidas, produtos para lavar roupas são os itens que mais se necessita: “é muito cobertor, edredom, roupas, para lavar agora no inverno, então esses produtos de limpeza saem mais. Na cozinha é tudo o que se usa numa casa normal, eles gostam muito de margarina, de chimia, tudo o que tem numa casa normal nós usamos aqui. Para quem quiser ajudar com apoio financeiro, nós possuímos duas contas, uma no Sicoob e outra no BB Besc, é só ir até o banco e pedir para doar para o Lar do Idoso, toda a ajuda será bem-vinda”, finaliza.

Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário