(49) 9 9827.3230

Estudantes da Escola João Winckler visitam Casa Solidária de Xanxerê

21 de dezembro de 2017 - 07:55 / Comunidade Educação Variedades Xanxerê | Comentários
Estudantes da Escola João Winckler visitam Casa Solidária de Xanxerê Foto: divulgação

 

Estudantes das turmas do 9º ano da EEB João Winckler, de Xanxerê, realizaram uma atividade diferente neste mês. Como parte de um projeto desenvolvido durante este bimestre na disciplina de Ciências, coordenado pela Docente Mirian Loss Monteiro, os estudantes fizeram uma visita a Casa Solidária São Francisco de Assis situada no município.

O Projeto trabalhou as diversas formas de higiene, na tentativa de melhorar as condições de saúde da comunidade onde os estudantes estão inseridos visando à conscientização dos hábitos de higiene. Expandindo-se para a integração social, que ensina valores de cidadania e respeito ao próximo.

A Casa Solidária atende as necessidades primordiais de higiene pessoal, vestimentas e alimentação dos moradores de rua do município, cada integrante com sua história de vida, suas particularidades, mas com muita vontade de viver de maneira mais digna.

Além do trabalho feito em sala de aula, os estudantes arrecadaram produtos de higiene para serem doados à instituição. No dia da visita foi entregue a cesta acompanhadas de apresentações musicais organizadas pelos próprios estudantes e culminou em um café da manhã com todos envolvidos.

A mentora do projeto Mirian Loss Monteiro relata que não imaginou que o projeto culminasse de maneira tão especial e que os estudantes se emocionariam tanto com os relatos e convívio com os frequentadores da casa Solidária. Foi um momento único e inesquecível, em sua carreira como Docente.

De acordo com a Secretaria da Escola Michele Garmus, a Educação acontece além de quatro paredes, é na prática in loco que os alunos se encantam e tiram lições de vida em que apenas o docente explanando não é tão impactante quanto presenciar, vivenciar. A visita na casa solidaria levou os estudantes a conhecer realidades de vida diferentes, o que os fez refletir e valorizar e zelar a própria vida, destaca.

A casa é mantida pela Igreja Católica, com doações empresarias para realizar as refeições básicas como café da manhã e almoço. Funciona apenas no período matutino e conta com uma funcionária carinhosamente chamada de “Preta” juntamente com suas irmãs que são voluntárias na causa. E como elas mesmas relataram no dia da visita “Esses meninos são especiais, são pequenos aos olhos do Pai, nos doam muito carinho, é uma alegria trabalhar aqui”.

Com esse sentimento de solidariedade que o projeto despertou a professora Sandra Piassoli, comenta: “Com certeza um momento emocionante e de muito aprendizado. A experiência de vida aponta erros e acertos, mas quando se tem apoio, tudo pode ser diferente”.

A atividade de visitação ocorreu no dia 11 de dezembro de 2017.

Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário