Ex-marido de Indianara é indiciado por feminicídio e pode pegar até 30 anos de prisão

5 de abril de 2018 17:44 | Comunidade , Polícia , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Ex-marido de Indianara é indiciado por feminicídio e pode pegar até 30 anos de prisão Foto: Arquivo/Rede Social

 

Com menos de um mês a Delegacia de Proteção à Criança, Mulher e Idoso- DPCAMI concluiu as investigações do caso, onde uma jovem de 22 anos foi morta em Xanxerê. O feminicídio foi registrado no último dia 26 de março, no centro de Xanxerê.

O Inquérito teve como base o Auto de Prisão em flagrante do suspeito N. D., de 27 anos. Segundo o Delegado titular da DPCAMI, Vinicius Buratto Iunes, foi possível durante o Inquérito a colheita de diversos depoimentos testemunhais e juntada de laudos Periciais, tendo o suspeito sido indiciado pelo crime de Feminicídio.

A vítima, Indianara Moura foi casada com o indiciado pela sua morte, com quem tinha uma filha de seis anos. Ela foi atingida por golpes de faca na região do abdômen e do pescoço. Ela chegou a ser levada ao hospital, mas não resistiu.

Se for condenado, N.D., pode pegar de 12 a 30 anos de cadeia. O indiciado continua preso no presídio de Xanxerê, à disposição da justiça.

Delegado que esteve à frente das investigações (Foto: divulgação)

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais