Legislativo aprova índice de 10,36% de reajuste salarial a servidores

31 de março de 2016 14:57 | Comunidade , Política Compartilhar no Whatsapp
Legislativo aprova índice de 10,36% de reajuste salarial a servidores Aprovado projeto de reajuste salarial aos servidores de Xanxerê (Foto: Patrícia Silva/Lance Notícias)

 

Nesta quinta-feira (31) servidores públicos de Xanxerê estiveram presentes na sessão ordinária e extraordinária da câmara de vereadores para participar da aprovação do projeto de reajuste salarial.

Após negociações ficou definido a porcentagem de 10,36% para os servidores públicos de Xanxerê, que serão pagos em quatro parcelas, sendo 2,5% em agosto; 2,5% em setembro; 2,5% em outubro e 2,8% em dezembro. Na noite desta quarta-feira (30) teve assembleia geral do sindicato onde foi aceito a proposta e chegado ao fim das negociações.

“A assembleia aprovou a proposta do governo. Nós fizemos uma contraproposta da primeira apresentada e o governo retirou então o terceiro item, que trata de responsabilidade fiscal que limitava a folha para eles conceder a reposição. Ele arrumou também a questão da data base que no projeto estava fevereiro e a nossa data base é maio, eles não acataram a proposta do magistério, mas nós já aguardávamos isso. O avanço da primeira proposta ao que se aprovou o governo tinha proposto a retirara do índice do INPC da nossa carreira e conceder de 0 a 4% se a folha ultrapassasse os 54%, esse era o nosso grande problema, mas através do sindicato e da nossa luta, também com o apoio dos vereadores revertemos essa situação e conseguimos a negociação com o prefeito”, diz Maria Izabel Girotto, coordenadora do sindicato dos servidores públicos de Xanxerê.

 

Reajuste para professores

Os professores têm por direito reajuste de 11,36%, índice alcançado pela categoria em âmbito nacional, mas a administração de Xanxerê ofereceu 10,36%, desta forma o sindicato deve acionar a administração judicialmente, segundo informações da coordenadora do Sindicato de Xanxerê Maria Izabel Girotto.

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais