Mudança de hábitos: irmãs mudam estilo de vida e eliminam quase 100 quilos

31 de julho de 2018 19:48 | Comunidade , Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Mudança de hábitos: irmãs mudam estilo de vida e eliminam quase 100 quilos Foto: arquivo pessoal

As irmãs Karla e Karen Hack vivem um desafio diário: hábitos saudáveis. A primeira iniciativa surgiu por parte da Karla, depois a irmã seguiu os passos.

“Faz cerca de sete anos que resolvi mudar meus hábitos e levei cerca de um ano e meio para emagrecer 35 quilos. Eu comecei porque chegou em um ponto que eu não me reconhecia mais. Comecei a mudar, meus hábitos eram péssimos, eu comia muito errado. Comecei a fazer atividade física e vi que começou a dar resultado. Antes disso eu fiz todo o tipo de dieta relâmpago, mas nada dava certo e nunca tinha tentado reeducação. E, eu não fazia atividade”, comenta Karla.

Já karen enfrentou problemas com a balança a vida toda. Quando criança sofreu muito bullyng, durante a adolescência também. Fez uma cirurgia estética no abdômen antes de perder peso, o que não resolveu o seu problema.

“Eu passei de 135 quilos. Eu e a Karla fizemos uma viagem para o Rio de Janeiro e eu não tinha forças para subir a escada do ônibus, eu não conseguia acompanhar os passeios, tinha muita dor. Quando voltamos eu olhei as fotos e pensei ‘não pode ser eu’. Foi o momento que eu fiquei chocada. Resolvi mudar, mas foi um processo muito rápido, em um ano perdi mais de 40 quilos. Cortei toda a comida e me joguei na academia, mas teve um momento em que eu parei e ganhei de novo todo o peso. Aí eu tentei de novo, mas dessa vez mudando os hábitos, deixei de comer carne, sempre tive vontade de ser vegetariana. Passei a cuidar da minha alimentação, fui devagar, troquei os alimentos e nisso eu perdi 35 quilos, sem academia. Depois que comecei a fazer exercícios também já se foram 61 quilos. Ainda quero perder mais uns oito quilos”, explica.

Foto: Rede Social

O desafio é intenso. Elas comentam que hoje a atividade física é um prazer, mas nem sempre foi assim. “Para mim foi difícil, mas a cada dia fica mais fácil. Eu detestava academia, hoje eu amo. O corpo passa a sentir necessidade do exercício. É muito importante cada um fazer um exercício que goste, precisa se encontrar. Além da academia, eu faço dança, amo”, salienta Karla.

Karla ainda comenta sobre a alimentação, a principal mudança sentida nesse processo todo é como ela passou a ver e sentir o seu alimento.

“O que muda na alimentação é a nossa relação com a comida. Mudou muito o meu paladar, aos poucos a gente começa a gostar de algo que não gostava. E, minha ansiedade não vai mais para a comida, meu tédio não desconto mais na alimentação. Já a Karen vê o alimento como um remédio, vê o nutriente de cada alimento, nem é tanto a caloria. Muda muito”.

Foto: redes sociais

 

Diante dessa mudança toda, Karen utiliza as redes sociais para incentivar cada vez mais as pessoas. Criou, inclusive, um blog onde repassa receitas e dicas.

“Muitas pessoas me pediam muito o que eu como, como foi o processo, então fiz um blog. Resolvi fazer e têm me dado um retorno muito bom, espero muito ajudar outras pessoas. Porque o que me ajudou muito foram perfis nas redes sociais de pessoas que haviam se superado. Aos poucos a gente vai achando o equilíbrio”.

Por fim, Karen dá um recado para aqueles que enfrentam a mesma batalha.

“O processo de emagrecimento tem que ser um pouco egoísta. Nós temos a cultura de agradar as pessoas com comida. Então, é necessário dizer ‘não’. É difícil. Tem que pensar na gente, na nossa saúde, no nosso bem-estar, na nossa comida, ir no nutricionista”, finaliza.

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais