Promoção dia dos Pais

Novo sistema regula acesso a procedimento ambulatorial e hospitalar em Xanxerê

19 de junho de 2018 08:03 | Assessoria de imprensa , Saúde , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Novo sistema regula acesso a procedimento ambulatorial e hospitalar em Xanxerê Foto: Divulgação

Com o objetivo de buscar apoio e parceria com os vereadores para divulgar ações e os trabalhos da Secretaria de Saúde no município de Xanxerê, a secretária Irene Goralski realizou uma explanação nesta segunda-feira (18), detalhando o SISREG – sistema disponibilizado para as secretarias de saúde regularizarem o acesso aos procedimentos ambulatoriais e hospitalares em seu âmbito de gestão.

A observação principal foi quanto a mudança no sistema de atendimento na chamada Porta SUS, onde o prontuário inicial terá que ser seguido, segundo a legislação em vigor e só um médico poderá alterar por exemplo, de uma consulta normal para urgência ou emergência, sem qualquer ingerência de prefeito, vereador ou outra autoridade.

“É preciso informar a comunidade para reduzir as filas que são originadas na agenda aberta no estado e isso somente conseguiremos com as pessoas tendo o conhecimento necessário. No município precisamos buscar também uma atenção básica fortalecida”, afirmou a secretária.

Foi destacado aos vereadores de como está funcionando a saúde hoje e os principais problemas enfrentados, considerando que o vereador pode orientar a população.

“Todos precisam entender como funciona. Hoje o cadastro SISREG precisa ser informado pelo sistema a todo momento, que é o sistema de regulação do Estado e nenhuma consulta, exame ou atendimento é feito sem o registro”, destacou Irene.

Tudo é regulado por um médico ou vários médicos nas mais diversas especialidades, onde esta equipe médica é quem faz a regulação, ou seja, definem o que é urgente ou emergência, fazendo com que muitas pessoas as vezes permaneçam na fila de espera.

Para o presidente da Câmara, o momento foi de esclarecimentos para todos os colegas vereadores.

“Agradecemos a participação e as informações da secretária de saúde do município neste momento que também serviu para questionar as demandas recebidas da população, como a falta de médicos em Unidades de Saúde, ampliação das agentes de saúde e as filas de espera”, afirmou Lenoir Tiecher.

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais