Ônibus passará por meio rural de Xanxerê debatendo violência doméstica

11 de junho de 2018 14:36 | Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Ônibus passará por meio rural de Xanxerê debatendo violência doméstica Foto: divulgação

 

A partir desta quarta-feira (13), o Ônibus Lilás do Programa Mulher Viver Sem Violência estará circulando por alguns municípios de abrangência da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Xanxerê. O primeiro município a receber a unidade móvel é Xaxim e o atendimento ocorrerá no período vespertino.

O veículo é preparado para transitar em áreas rurais e estará equipado para prestar orientações às mulheres. Ele possui salas com divisórias para garantir um atendimento privativo e humanizado. A comunidade em que o ônibus irá se instalar é definido pelas Assistências Sociais de cada município contemplado.

O cronograma de atendimentos foi definido na última sexta-feira (8) juntamente com a coordenadora Estadual da Mulher, Suelen Dadam, que esteve na ADR de Xanxerê repassando informações sobre o projeto.

 

 Cronograma

Na quarta-feira (13), o ônibus realizará atendimento no município de Xaxim. Já na quinta-feira (14) estará em Xanxerê, durante o período vespertino. As ações seguem na segunda-feira (18), onde contemplará o município de Abelardo Luz durante todo o dia.

Já na terça-feira (19), os serviços serão realizados em Ponte Serrada. Vargeão receberá a unidade móvel na quarta-feira (20). Durante a manhã de quinta-feira (21), os atendimentos serão em Lajeado Grande e à tarde ocorrem no município de Marema. O cronograma encerra na sexta-feira (22), onde o ônibus estará em Bom Jesus.

 

 Atendimento

Os atendimentos do Ônibus Lilás buscam conscientizar, especialmente as mulheres que residem no meio rural, sobre os direitos da mulher, debatendo assuntos pertinentes sobre a violência doméstica buscando também divulgar os serviços públicos existentes para proteção social da população.

As atividades são organizadas pela Coordenadoria da Mulher, que está vinculada Secretaria de Estado da Assistência Social, em parceria com as Agências de Desenvolvimento Regional e prefeituras.

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais