Pais devem se conscientizar quanto a vacinação dos filhos

8 de agosto de 2018 11:00 | Comunidade , Saúde , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Pais devem se conscientizar quanto a vacinação dos filhos Foto: divulgação

Iniciou em todo o país, na última segunda-feira (06), a campanha de vacinação contra a poliomielite e sarampo. A campanha segue até o dia 31 de agosto e tem como público-alvo crianças de um ano a menores de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias).

Conforme a pediatra Cristiane Ortiz, a campanha foi idealizada justamente pelo fato da incidência de doenças que tinham sido erradicadas no país, por meio da vacinação. Segundo Cristiane, as doenças voltaram por conta da não vacinação.

“Pelo fato de não terem vacinado tanto nos últimos anos, algumas doenças estão voltando, como o sarampo, por isso a campanha. É importante que todos vacinem para que essa doença não volte. Junto com ela tem a campanha da poliomielite, que também é importante e que também começou a aparecer alguns casos, pela não vacinação”.

Em Xanxerê, a vacinação acontece nas unidades de saúde com sala de vacina, sendo elas: Vista Alegre, Castelo Branco, Nossa Senhora de Lourdes e Vila Sésamo. O horário de atendimento será de segunda a sexta, das 7h30min às 11h30min e das 13h às 17h. Somente no Hélio Ortiz, o atendimento é das 7h às 19h, sem fechar ao meio-dia.

O Dia D está marcado para 18 de agosto em todas as salas de vacinação das 08h às 17h, sem fechar ao meio-dia.

Cristiane ressalta que a vacinação é um direito da criança e os pais precisam se conscientizar e imunizar seus filhos.

“Precisamos da conscientização dos pais, pois a não vacinação está acarretando o reaparecimento das doenças no Brasil, por isso é muito importante que os pais vacinem seus filhos. Em Xanxerê, todas as salas de vacina estão abertas, o Hélio Ortiz trabalha com horário diferenciado, vai ter o Dia D em um sábado, então não tem desculpa para não levar os filhos”, comenta.

Além disso, Cristiane destaca que a população deve conferir sua carteira de vacina e, caso haja doses em atraso, devem procurar uma sala de vacina para receber a imunização.

“Com as salas de vacina reabertas, estamos tentando fazer uma busca ativa das pessoas, para que as que tem vacinas atrasadas façam essas doses, mas não conseguimos fazer busca ativa de todos, por isso é importante que as pessoas procurem as salas de vacina e façam essas doses”, conclui.


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais