Polícia Civil ouve equipe médica após morte de menina de 10 anos em Xanxerê

Após a morte da menina, os familiares registraram um boletim de ocorrência alegando que a mesma teria sido vítima de abuso sexual – estupro, porém, em depoimento o pai da menina negou a versão apresentada

30 de julho de 2018 14:05 | Comunidade , Lance Notícias , Polícia , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Polícia Civil ouve equipe médica após morte de menina de 10 anos em Xanxerê Foto: Polícia Civil

O caso da menina de 10 anos que faleceu na sexta-feira, dia 13 de julho, enquanto estava internada no Hospital Regional São Paulo (HRSP) de Xanxerê, está sendo acompanhado pela Polícia Civil, por meio da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI).

Após a morte da menina, os familiares registraram um boletim de ocorrência alegando que a mesma teria sido vítima de abuso sexual – estupro, porém, em depoimento o pai da menina negou a versão apresentada.

Danilo da Silva, delegado responsável pelo caso, explica que após o pai, as equipes de médicos e enfermeiras foram ouvidas, mas para que a investigação seja concluída, a Polícia aguarda a chegada do laudo cadavérico.

“Ainda não recebemos o laudo cadavérico. O pai foi ouvido e também ouvimos os médicos e enfermeira que atenderam a criança, mas de qualquer forma, nós estamos aguardando o laudo que vai apontar se houve violência sexual ou não, e qual foi a causa da morte”, comenta.

No depoimento, o pai alegou que teria procurado a polícia, pois uma enfermeira do hospital o orientou a registrar o boletim de ocorrência.

Leia também:

Pai muda versão e diz que criança de Xanxerê não foi vítima de estupro

DPCAMI investiga suposto estupro onde menina de 10 anos morreu em Xanxerê


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais