(49) 9 9827.3230

Preço da gasolina sobe e atinge maior valor do ano

4 de setembro de 2017 - 10:14 / Comunidade Economia Xanxerê | Comentários
Preço da gasolina sobe e atinge maior valor do ano (Foto:Divulgação)

O preço médio da gasolina nos postos do país subiu novamente. De acordo com o Núcleo de Postos de Combustíveis de Xanxerê, hoje o valor estar em média R$ 4,00, sendo o valor maior registrado no país neste ano.

Edson Zape, presidente do Núcleo, comenta que o novo reajuste já começou a ser aplicado nas bombas ainda no sábado (02).

“Nós tivemos um aumento de 4,8% na última semana, e de ontem para hoje, aumentou mais 1,5%. Nós estamos fazendo uma reunião, para entrar em contato com as distribuidoras, pois o aumento é uma demanda que só tem a crescer e sabemos que em poucos dias, deve chegar o preço na faixa de R$ 4,15”, diz.

Ainda segundo o presidente, alguns empresários têm adotado medidas para cortar os gastos. “Depois do aumento significativo, que ocorreu em 30 dias, a Petrobras vem ajustando os preços todos os dias, mas o aumento não tem sido repassado nas bombas. Tem proprietários de postos de combustíveis, que estão cortando gastos, demitindo funcionários. Estamos procurando alternativas e cortar custos”.

No mesmo período, há três anos, os xanxerenses estavam pagando R$ 2,39, o litro da gasolina. “Hoje está na casa dos R$ 4,00, vale destacar que três anos atrás, nesse período nos vendíamos a R$ 2,39”.

Nova política da Petrobras

No fim de junho, a Petrobras revisou sua política de preços do diesel e da gasolina, dando certa liberdade para que a área de marketing e comercialização da empresa reajuste as cotações na refinaria de forma mais frequente, inclusive diariamente. A ideia é que os preços domésticos não fiquem aquém das observadas no exterior. O objetivo é buscar maior competitividade e recuperar receita e participação de mercado – devido ao aumento das importações de combustíveis, distribuidoras concorrentes vêm ganhando mercado da estatal.

Em nota divulgada na quarta-feira (30), a Petrobras informou “que os ajustes promovidos têm sido suficientes para garantir a aderência dos preços praticados pela companhia às volatilidades dos mercados de derivados e ao câmbio”.

Com informações G1

Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário