Programa Família Acolhedora busca por mais famílias interessadas em fazer parte

2 de agosto de 2018 15:35 | Comunidade , Social , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Programa Família Acolhedora busca por mais famílias interessadas em fazer parte Foto: internet

O programa Família Acolhedora foi implantado em Xanxerê há cerca de dois anos. Atualmente, o município tem oito famílias cadastradas no programa aptas a receber crianças e adolescentes para o convívio familiar.

Conforme o promotor de justiça Marcionei Mendes, até o momento, de todas as famílias que já acolheram crianças e adolescentes, pode-se dizer que o programa é um sucesso no município. Ademais, o promotor destaca que é preciso que mais famílias se cadastrem no programa para receber crianças e adolescentes.

“O programa Família Acolhedora é muito bom, o que precisamos é de mais famílias para participar do programa no município. Das poucas famílias que estão cadastradas no programa, relacionados a crianças e adolescentes que foram inseridos nessas famílias, está sendo um sucesso até agora, não tivemos problemas”, comenta.

Famílias ou pessoas sozinhas interessadas em fazer parte do programa devem procurar a Secretaria de Assistência Social para conhecer os requisitos do programa e realizar o cadastro.

“Um dos direitos fundamentais da criança e do adolescente é a convivência familiar e comunitária. O ideal é que todos nós tenhamos um norte familiar de uma forma bem ampla, não só pai e mãe, mas vários familiares e a criança ou adolescente que é acolhido, seja em acolhimento institucional ou familiar, ela perde esse norte. Ela tem violado, de certa forma, esse direito de convívio familiar e social”.

Diante disso, Marcionei destaca que é melhor para a criança e adolescente, quando eles são retirada da família biológica, é que sejam inseridos em um convívio familiar.

“É melhor que essa retirada dela da família seja para outro ambiente familiar, que em tese não seja dela, mas que ela conviva em um acolhimento familiar, por isso julgamos que o acolhimento familiar é melhor, nesse sentido, do que o acolhimento institucional. No acolhimento institucional, ela vai ter vários servidores ali trabalhando, não é que seja um lugar ruim, os acolhimentos institucionais de Xanxerê são muito bons, mas não é um acolhimento familiar que essa criança vai ser inserida dentro de uma família que está vivendo seu dia a dia. Assim, há uma vantagem maior para a criança que foi tirada do ambiente familiar, que seja inserida em outra família”, conclui.


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais