(49) 9 9989.9002
(49) 3433.3173

Projeto propõe reduzir em 50% salários de prefeito, vice, secretários e vereadores

21 de abril de 2018 - 08:18 / Comunidade Política Xanxerê | Comentários
Projeto propõe reduzir em 50% salários de prefeito, vice, secretários e vereadores Foto: ARQUIVO/Lance Notícias

O vereador Wilson Martins dos Santos (PSDB) apresentou três projetos de lei que propõe a redução dos salários de prefeito, vice-prefeito, secretariado e vereadores do município. De acordo com o vereador o objetivo é reduzir gastos e ajudar a cidade sair do caos financeiro que se encontra. Caso os três projetos sejam aprovados, representaria uma economia para os cofres públicos do município será de cerca de R$ 120 mil por mês.

Os três projetos que sugerem a redução dos salários foram protocolados na tarde desta sexta-feira e se aprovados devem refletir no mês subsequente a sua aprovação. A ideia, segundo o parlamentar, é cortar gastos em tempos de crise econômica. “A gente economiza mais ou menos R$ 120 mil por mês. Dentro de um ano isso representa mais de R$ 1,2 milhões de economia que podem ajudar o município a sair da crise em que se encontra. Temos visto a dificuldade em se manter os serviços mais essenciais do município e temos que contribuir para amenizar esta situação”, enfatizou.

O longo período nas filas em busca de exames e cirurgias no município foi um dos exemplos citados por Wilson como justificativa para o pedido. “Muita gente está na fila a espera de exames e cirurgia. A economia gerada por estas propostas, caso aprovada, vai possibilitar a redução nestas filas”, disse.

O vereador destaca também que a economia gerada, vai refletir diretamente no limite prudencial da folha que há muito tempo está extrapolada. “Vimos recentemente o temor do prefeito em nomear a secretária de saúde do município por conta da extrapolação do limite prudencial gastos com a folha. Se tivermos essa redução nos salários desses agentes públicos vai contribuir para que esse limite não seja extrapolado, já que a administração fica amarrada sem a possibilidade de investimentos por conta da Lei de Responsabilidade Fiscal”, finalizou o vereador.

Os projetos vão dar entrada no expediente da primeira sessão do mês de maio, quando serão encaminhadas as comissões para que sejam analisados e expedidos os pareceres.

Assessoria de imprensa

Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário