(49) 9 9827.3230

Quase 3,5 mil catarinenses têm auxílio-doença suspenso

22 de fevereiro de 2017 - 15:25 / Comunidade | Comentários
Quase 3,5 mil catarinenses têm auxílio-doença suspenso Foto: Diórgenes Pandini / Agencia RBS

 

Quase 3,5 mil catarinenses tiveram o auxílio-doença suspenso até a noite desta terça-feira (21). Isso porque o governo federal faz uma operação pente-fino no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Essa ação vai continuar nos próximos meses, como mostrou o RBS Notícias.

O foco do pente-fino são as pessoas que recebem o benefício, mas não passam por uma perícia de revisão há pelo menos dois anos. Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social, são 28.076 catarinenses nessa situação.

Até a noite desta terça, foram feitas 4.017 perícias e 86% delas, o que corresponde a 3.459, resultaram no cancelamento do auxílio-doença porque havia alguma irregularidade na concessão do benefício ou porque o médico-perito constatou que o paciente tinha condições de voltar ao trabalho. No Brasil, esse índice está em 84%.

Ainda há os catarinenses que também perderam o benefício porque foram chamados, mas não apareceram na revisão. Só em Santa Catarina, os cancelamentos fazem com que o INSS economize R$ 63 milhões.

 

Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário