Quatro propriedades de Xanxerê estão infectadas pela Brucelose

4 de abril de 2018 09:19 | Agricultura , Animais , Comunidade , Lance Notícias , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Quatro propriedades de Xanxerê estão infectadas pela Brucelose Quatro propriedades de Xanxerê estão infectadas pela Brucelose. (Foto: Divulgação)

A Cidasc de Xanxerê tem atuado em todas as comunidades do município, afim de impedir uma proliferação da Brucelose. Atualmente o município possui quatro focos da doença, número esse que segundo o Coordenador Regional de Defesa Sanitária Animal está dentro do esperado.

A doença é uma enfermidade de trato infeccioso que se alastra a partir dos animais para as pessoas. Essa contaminação pode ocorrer por meio do leite, queijo e demais laticínios. Há também a possibilidade da Brucelose ser transmitida através do ar ou pelo contato direto com animais que possuem a infecção.

De acordo com Diego Rodrigo Torres Severo, Coordenador Regional de Defesa Sanitária Animal da Cidasc de Xanxerê, a orientação para os produtores é para que sempre comprem animais que tenham exames negativos de tuberculose e de brucelose.

“O número de focos se mantém, mas em Xanxerê temos quatro focos em aberto. Não são focos novos, pois neste ano não tivemos registro. Mas sempre orientamos os produtores, pois as vezes o querem economizar e depois precisa arcar com as consequências. Outra indicação também é fazer os exames periódicos no rebanho, pelo menos uma vez por ano fazer o exame completo”, comenta.

Animais que possuem exames positivos da doença, são abatidos. Desde 2016 até agora, foram cerca de 600 animais. “Os animais que tem o exame positivo são abatidos. O número está dentro do esperado, em Xanxerê temos cerca de 700 propriedades com bovinos, então é considerado razoável”.

Causas da Brucelose

A Brucelose atinge os animais selvagens, entretanto, pode contaminar os domésticos. Os animais de origem bovina, caprina, ovina, suína e canina são os mais propícios a contraírem a doença, porém, alguns bichos do mar também podem ser afetados, como focas, baleias e golfinhos.  Como já dito anteriormente, a bactéria causadora da doença se espalha a partir dos animais, e há três formas responsáveis por este contágio, são elas: consumo de laticínios crus; inalação e contato direto.

Prevenção da Brucelose

  • Evitar o consumo de laticínios não pasteurizados, independentemente de suas origens.
  • Cozinhar bem os alimentos e não consumir carnes com aparência crua.
  • Manter a higiene durante o preparo das refeições, cuidados e manipulação com animais, utilizando luvas de borracha e sabonetes antibactericidas.
  • Vacinar os animais domésticos e sempre levá-los ao veterinário para realizar exames.

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais