(49) 9 9989.9002

Sabor do inverno: comercialização de pinhão é liberada em Xanxerê

2 de abril de 2018 - 10:53 / Comunidade Lance Notícias Xanxerê | Comentários
Sabor do inverno: comercialização de pinhão é liberada em Xanxerê Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

Tradicional nos meses de outono e inverno, o pinhão é um alimento rico em fibras, carboidratos complexos, proteínas e minerais como cobre, ferro, magnésio, zinco e fósforo. Na chapa ou cozida, a semente das araucárias é uma boa opção para lanches intermediários e até para consumo antes da prática de atividades físicas.

A partir desse domingo (1º) a temporada da colheita e venda do pinhão em Santa Catarina foi oficialmente aberta. Antes da data, a comercialização da fruta é considerada crime, de acordo com a Lei Estadual nº 15.457/2011.

O objetivo deste período é garantir a reprodução da araucária, árvore ameaçada de extinção, que ocorre durante o primeiro semestre do ano. Segundo Janir de Oliveira Souza Junior, Engenheiro Florestal da Prefeitura de Xanxerê, a retirada do pinhão antes do prazo previsto por lei, acarreta em danos no ecossistema.

“Agora a venda está liberada. Conforme a legislação, o pinhão já pode ser comercializado. Esse período que não pode comercializar é uma questão ambiental, um dos motivos é porque a espécie é ameaçada de extinção e também por servir de alimento para alguns animais, que seria a propagação”, explica.

Para esta safra, a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) espera uma produção pelo menos 30% maior do que no ano passado. De acordo com o IBGE, em 17 municípios da região serrana a produção em 2017 foi de 2, 7 mil toneladas de pinhão. A maior produtora de SC, Painel, tem pelo menos 100 famílias que sobrevivem da atividade.

 

 

Com informações NSC

Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário