Vereadores de Xanxerê votam contra projetos de redução de salários

7 de junho de 2018 10:41 | Comunidade , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Vereadores de Xanxerê votam contra projetos de redução de salários Foto: Reprodução Lance Notícias

Os três projetos que tinham como objetivo reduzir o valor dos subsídios do prefeito, secretários e vereadores de Xanxerê, no percentual de 50%, passaram por votação na noite dessa quarta-feira (06) na Câmara de Vereadores de Xanxerê.

Os projetos foram: Projeto de Lei nº 17/2018; Projeto de Lei nº 18/2018 e Projeto de Lei nº 19/2018. Confira no vídeo abaixo os pronunciamentos dos vereadores que fizeram uso da tribuna para manifestar e justificar o voto no projeto.

Com exceção do vereador que apresentou o projeto, Wilson Martins dos Santos, os demais vereadores votaram contra o projeto. Sendo eles: Lenoir Tiecher, Adriano De Martini, Ricardo Liria da Costa, Luiz Augusto Ceni, João Paulo Menegatti, Nathan Moreira, Vilson Piccoli, Arnaldo Lovatel.

 

Wilson Martins dos Santos:

“Queria justificar o motivo pelo qual apresentei os projetos. Quem acompanhou os trabalhos na legislatura passada, sabia que teríamos que determinar o número de vereadores. Havia uma corrente para aumentar, e eu me posicionei de forma contraria. E a questão de fixação de salários não foi a legislatura que determinou. E nada impede que possa ser visto agora. Então é possível, é constitucional, baste interesse. No ano passado a administração deu prioridade para folha de pagamento. Neste ano continuou. Se não existe vontade de administração, vontade para segurar os limites mínimos, nós apresentamos o projeto para reduzir os salários dos agentes políticos. Não foi o salário que me motivou a ser vereador. O que queremos demostrar é que pode ser feito mais, se houver vontade da administração pública”, cita.

 

João Paulo Menegatti:

“Muitas vezes para alguns vereadores pelo que eles falam precisa ser feito um altar, pois são santos. Então a lei de muitos é faça o que eu digo e não o que eu faço. Na legislatura passada, em 2016, nós fixamos os valores para essa legislatura que não foi mudado, os salários de vereador nunca foram alterados, tem a inflação. De 2000 para cá nunca foi alterado. Os vereadores têm suas despesas, fazem seu trabalho e querem tirar o diretor do vereador ter o seu subsídio. Acho que ninguém, nem uma empresa, comércio, quer baixar o seu salário. O salário é base de sustento de toda a família. E na legislatura passada que tinha um projeto parecido, esse vereador votou contra e hoje me entra com esse projeto para pedir a redução de salários. Isso é para se promover, todo mundo sabe que é isso. Então realmente faça o que eu digo e não faça o que eu faço. Eu sou contra esse projeto e contra baixar salários, não tenho nada contra o prefeito e sim contra o vice, esse não deveria ter salário, por que esse sim não trabalha”.

 

Nathan Moreira:

“Eu vou me deter aos três projetos. Eu entendo que vivemos em um sistema democrático e em um sistema como esse, a única forma de mudar é no quesito do voto. A gente sabe que através da lei orgânica da nossa legislatura que permite escolher nosso salário. Eu considero um projeto inconsequente, simplesmente respeito os demais vereadores. Cada vereador fala por si e eu tenho meu respeito com os meus eleitores e na medida do possível sempre busquei atender a todos e nesse sentido eu sou contrário a esse projeto de forma tranquila e objetiva”.

 

Osso:

“Como visto por todos é um projeto bem polêmico, eu de modo bem sincero, quando li pela primeira vez achei engraçado pois vindo do vereador Wilson que já foi presidente desta casa e não fez. Há um abismo gigante entre o que você fala e o que você faz. Duas coisas podem definir uma pessoa: sua paciência quando não tem nada e suas atitudes quando tem tudo. Agora vem colocar toda a bancada contra a população xanxerense. Outra questão importante quando o senhor foi presidente o senhor gastou mais de R$ 40 mil para ir para a China, que a população faça a análise se tem cabimento gastar esse valor com essa visita. Faltou muita harmonia em teu discurso. Meu voto é baseado hoje nas pessoas que me oportunizavam estar aqui, conversei com amigos, familiares e a maioria comentou que o maior problema não é com o salário dos vereadores”.

 

Adriano De Martini

“Eu não serei repetitivo aqui, mas gostaria apenas de trabalhar dois pontos. A Câmara de Vereadores é fruto da revolução francesa. Na passagem do império para a república se estabeleceu subsídio para que os trabalhadores pudessem ter a oportunidade de se eleger, então prontamente precisamos fazer uma reflexão. Enquanto eu estiver nesse espaço serei um grande defensor desse poder e é isso que fortalece uma sociedade. Nos elegemos pelo voto de pessoas que acreditaram em nós. Nós temos uma democracia representativa, mas precisamos nos fortalecer. Segundo ponto, não se discute os intocáveis dos poderes judiciários, que está acima do limite constitucional, precisamos fazer uma discussão mais ampla, antes de criminalizar. Todos as iniciativas que venham a diminuir a força e tamanho do poder legislativo, eu serei contrário”.

 

Ricardo:

“Eu sou contra porque eu acho que vai estimular a corrupção. Eu acho interessante porque, devemos pensar como será a próxima eleição, se o cidadão não receberia subsídio. É algo para ser estudado”.

 

Tiecher:

“Tenho debatido na imprensa, onde digo que o caminho é a gestão, e nós fizemos esse debate. Eu tenho visto os números e nós temos que tratar com seriedade esses temas. Temos clareza dos debates que estamos fazendo, mas sou contra esse projeto”.

 

Piccoli:

“Referente a esses projetos quero apenas colocar que entendi a sua preocupação vereador para que os números fiquem dentro da legalidade. No entanto não é com esse projeto que conseguiremos fazer algo nesse sentido. Existem inúmeras coisas que podem ser feitas para melhorar esses números”.

 

Arnaldo:

“Jamais seria favorável a um vereador campeão de diárias. Agora, esse mesmo vereador vem com um processo polêmico para aniquilar com o poder legislativo, eu fico triste vendo que vossa excelência poderia ter aproveitado a oportunidade de fazer outro projeto”.

 

Confira no vídeo abaixo os pronunciamentos dos vereadores:

 

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais