(49) 9 9827.3230

Xanxerenses participam da Primeira Conferência Estadual da Saúde da Mulher em Florianópolis

14 de junho de 2017 - 07:56 / Comunidade Cultura Evento região Saúde Xanxerê | Comentários
Xanxerenses participam da Primeira Conferência Estadual da Saúde da Mulher em Florianópolis (Foto: Divulgação)

Iniciou nesta terça-feira (13), a Primeira Conferência Estadual de Saúde da Mulher, abordando o tema “Saúde das Mulheres: Desafios para a Integralidade com Equidade”.

Serão dois dias de discussão a nível estadual, para debater e propor diretrizes sobre políticas públicas relacionadas à saúde da mulher, o seu papel e as condições adversas no mercado de trabalho.

O evento está ocorrendo no auditório do Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis e conta com a presença do secretário de Estado da Saúde, Vicente Caropreso, o superintendente dos Hospitais Públicos, Marcelo Lemos Reis e a presidente do Conselho Estadual de Saúde (CES), Cleia Aparecida Clemente Giosole.

Alguns temas que serão discutidos é a questão do machismo, sexismo e misoginia.  Maria Isabel Girotto, Conselheira Estadual da Saúde, explica que a primeira proposta já havia sido apresentada em uma confederação municipal em Xanxerê, aonde foram levantadas dez propostas que visam melhoramento da saúde da mulher.

“As propostas estão sendo discutidas em Florianópolis, para que sejam debatidas com os demais municípios. Finalizando esse processo os pontos levantados serão levados para etapa nacional. Amanhã serão eleitas às delegadas que irão defender as propostas aceitas na Conferência Nacional”.

A conferência será dividida em quatro partes, o papel do Estado no desenvolvimento socioeconômico e ambiental e seus reflexos na vida e na saúde das mulheres; o mundo do trabalho e suas consequências na vida e na saúde das mulheres; vulnerabilidades e equidade na vida e na saúde das mulheres e políticas públicas para as mulheres e a participação social.

Maria comenta ainda que que já fazem 30 anos que acorreu a primeira Conferência em nível Nacional, sendo que a oportunidade voltou a aparecer neste ano.

“O importante para nós é que temos a primeira mulher presidente do conselho estadual, uma mulher usuária, negra, isso é mostrar a diversidade, integridade, gênero e raça essa questão que hoje passa por tanto preconceitos deve ser quebrada”, finaliza Maria.

Por: Direto da Redação

Deixe seu comentário