A nossa homenagem: José Pedro Lang

10 de abril de 2016 07:45 | Rogério Côlvero
A nossa homenagem: José Pedro Lang

Filho de José Lang e Elizabeth Lennhardt Lang, natural de Barra do Ribeiro, Porto Alegre(RS), nascido em 15 de novembro de 1911.

À época o curso ginasial era muito concorrido devido às próprias dificuldades impostas pelos parcos recursos financeiros para se manter um professor na escola, bem como para a locomoção até a mesma. Outro fato que marcou e José Lang foi testemunha era de que muito cedo começava-se a trabalhar para ajudar no sustento da família tendo que dividir o tempo entre o trabalho e os estudos, por isso quando José conseguiu concluir o curso ginasial, foi um feito de grande orgulho  não só para ele mas para toda a sua família.

No ano de 1930, casou-se com Julieta Maldane, transferindo-se para a cidade de Aratiba (RS) em 1931 onde ficou até 1933. Após este curto período de dois anos em Aratiba, transferiu-se para o município de Itá (SC), onde exerceu a atividade de Delegado de Polícia no período compreendido entre 1943 a 1948, ficando naquela cidade até o ano de 1949. Em 1950, José Pedro Lang concorreu a vereador pelo município de Concórdia (SC) e não conseguindo a votação suficiente ficou como suplente e assumiu a cadeira de Vereador em algumas sessões daquela legislatura entre os anos de 1951/1953.

Neste mesmo período, no ano de 1959, veio morar em Xanxerê e nesta época como a legislação eleitoral permitia, José Lang mesmo residindo em Xanxerê, participava de sessões da Câmara no município de Concórdia, sempre que era convocado.

Aqui estabelecido, e já com a família constituída, José trabalhou na área da indústria madeireira, vindo posteriormente atuar no ramo de comércio de secos e molhados. Homem de grande participação social e preocupado com o desenvolvimento desta nova terra, não mediu forças para que o então distrito de Xanxerê se fizesse independente do município de Chapecó, e foi pesando desta forma que fez parte do movimento em prol da emancipação de Xanxerê.  Vendo que seu intento havia sido vitoriosos com a emancipação de Xanxerê em 27 de fevereiro de 1954, e convicto de que sua luta não havia sido em vão, resolveu candidatar-se a vereador no primeiro pleito eleitoral realizado neste município, em 3 de outubro de 1954. Não conseguiu se eleger, mas assumiu praticamente por toda a 1ª. Legislatura ( 1954/1958) em vista dos diversos pedidos de licença de vereadores que representavam os distritos de Faxinal dos Guedes, Vargeão, Abelardo Luz e São Domingos. E, em 1958  foi eleito vereador com significativa parcela de votos da população xanxerense, fazendo então parte da 2ª. Legislatura (1959-1962).

Fiel partidário do então prefeito Adílio Fortes e de seu companheiro Alberto Michelin, foi por muitos  anos Secretário Municipal da Prefeitura de Xanxerê, tanto na gestão de Adílio como na gestão de Alberto, cargo que ocupou até o ano de 1963. Durante muitos anos também atuou no cargo de Secretário da Câmara Municipal de Xanxerê ao mesmo tempo em que exercia as funções de Secretário Municipal.  José Pedro Lang faleceu no dia 3 de outubro de 1967.

 

“Vem Prá Rua”

Dia 17 de abril, mesmo dia da votação do impeachment da Presidente Dilma em Brasília, as ações nas ruas da cidade de Xanxerê estão previstas para as 14hs. Como salienta um dos organizadores – Stuart Linhares –  “espera-se que mais gente participe. É hora do Brasil se unir e colocar ordem na casa que tem muita sujeira em baixo do tapete”.

Pelas ruas da cidade

Os “inimigos da educação” desfilaram  pelas ruas da cidade de Xanxerê, na campanha do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (SINTE-SC).  A unidade móvel da entidade mostrava a cara dos “inimigos”, chamando a atenção da população.  Estes políticos disseram não para os professores na valorização salarial e eles estarão na sua cidade nestas eleições municipais apoiando seus candidatos e seus partidos, “é preciso o povo ficar atento a estes inimigos da educação”, diz o SINTE.

Já querem derrubar Merísio

Deputados do PMDB catarinense reuniram-se com o governador Raimundo Colombo (PSD) nesta semana que afirmou que vai agir como “magistrado” nestas eleições municipais onde ocorrerem disputas entre PMDB e o PSD. Na reunião ficou claro que vão querer fortalecer a coligação PMDB/PSD para 2018 e derrubar o projeto do deputado Gelson Merísio de seu partido ter candidatura própria a governador, no caso, do próprio Merísio.

FALA POVO

– “Bem feito, querem o impeachment de Temer também. Fora Temer.” (I.S.)

– “Donald Trump, é um nojento. Só tem dinheiro. Quer ser Presidente dos Estados Unidos. Só tem mesmo é dinheiro… tá velho, sem amizades, sem carinho dos netos, só tem dinheiro”.

– “Está na capa da Revista Veja que está perto de esclarecer o ministério que mais assombra o PT. Afinal, quem matou Celso Daniel, o prefeito de Santo André?”

– “Eu cheguei a conclusão que o PT gosta mesmo é de pobre. O povo subiu de classe social mas o PT já derrubou… com a crise, estão voltando a ser pobre”.

– “Malandragem:  600 cargos de ministros e diretores de estatais, fundações e autarquias com salários que vão de 13.000 a 30.000 e mais a liberação de verbas de 15 milhões em emendas para cada deputado.  Isto em troca do voto a favor de Dilma”.

-“ Pelo amor de Deus, Lula, não vá para a Itália, minha segunda pátria! Vá para Cuba, Bolívia ou Venezuela nesses lugares você encontra pessoas do seu naipe”. (M.A.V.)

-“ Todo o rato tenta deixar o navio ao sentir que ele vai afundar”. (C.C.M.)

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais