A quadrilha do Petrolão

10 de maio de 2016 08:44 | Rogério Côlvero
A quadrilha do Petrolão

O procurador-geral da República acusa Lula de integrar a “organização criminosa” que se instalou na Petrobras. A Veja publicou “a quadrilha do petrolão”, destacando o ex-presidente Lula como o comandante do esquema e, José Dirceu como articular do pagamento e recebimento; Antonio Palocci, articulador do recebimento de propinas; os partidos políticos envolvidos: PT, PMDB e PP; outros políticos: Fernando Collor e Gim Argello; mais o time de funcionários da Petrobras: Sérgio Gabrielli, Paulo Roberto Costa, Renato Duque, Nestor Cervero e Jorge Zelada; as empresas corruptoras: Andrade Gutierrez, Camargo Correa, Odebrecht, OAS e UTC. Políticos  do PT envolvidos mais diretamente: Jaques Wagner, Edinho Silva, Ricardo Berzoini, Delcídio do Amaral, João Vaccari Neto, Aloizio Mercadante e Gleisi Hoffmann; do PMDB: Renan Calheiros, Eduardo Cunha, Romero Jucá, Edison Lobão, Jader Barbalho e Valdir Raupp; do PP, Mario Negromonte, Pedro Correa e Ciro Nogueira.

Catarinenses: subindo e caindo

Subindo:  Djalma Berger que pode reassumir a presidência da Eletrosul, Esperidião Amin, cotado para assumir a presidência da Câmara federal após afastamento de Cunha e do tal Waldir Maranhão; e, Jorginho Mello que pode assumir o Ministério dos Transportes. Caindo: Ideli Salvatti, ex-ministra de Dilma que pode deixar o cargo de assessora na Organização dos Estados Americanos-OEA, Cláudio Vignatti presidente estadual do PT e atual diretor financeiro da Eletrosul que pode ficar na berlinda; e, Décio Lima que ficará sem rumo político.

A grande cartada de Merísio

O PSD pode abrir mão da cabeça de chapa para Angela Amin (PP) na disputa da prefeitura de Florianópolis barrando a intenção do atual prefeito César Souza Junior. Há previsão de uma nova Tríplice Aliança para 2018 com Gelson Merísio (PSD) sendo candidato a governador do Estado tendo alguém do PSDB como candidato a vice em sua chapa. E, lançando as candidaturas de Esperidião Amin (PP) e Raimundo Colombo (PSD) para o Senado. A costura já está sendo feita com linha forte na grande cartada do deputado Merísio.

Respeito ao Maranhão

Vamos falar sério e com todo o respeito que o estado do Maranhão merece, assim como seu povo. Porém, acredito, que os brasileiros já tenham cansado de José Sarney e familiares que sobrevivem na política e agora, surge para a “infelicidade geral da nação” um tal de Maranhão, o Waldir, deputado federal que assumiu a presidência da Câmara  já anunciado como “boneco” e de “marionete” pelo deputado federal líder do DEM, e que resolveu acabar com a festa do impeachment da Dilma.  Diz o líder do DEM que Waldir Maranhão (PP) é “comandado” pelo governador do Maranhão. Vai prá casa seu Waldir…

FALA POVO

Dilma que já despachou parte de sua bagagem para Porto Alegre, mandou parar tudo com a possibilidade de não ter mais impeachment.

– Delcídio apontou Lula como sendo o comandante geral da quadrilha que assaltou a Petrobrás.

– Ideli Salvatti deve voltar para SC com a cola que é um facho olímpico. Ela é natural de SP. Volta prá lá, Ideli. (C.D.D.)

– Por mais que organize, o trânsito na área central de Xanxerê nos horários de pico, é um drama. Ainda mais quando chove. (C.D.C.)

– Dilma dá o troco a Eduardo Cunha: Tchau querido!

– Parabéns a Chapecoense pelo título de campeã estadual 2016. Aos colorados também. (R.B.)

– “Que pena, a maioria apostava numa mulher para comandar o País. Deu zebra, zica, dengue, chicungunya, gripe, sarampo. Vai prá casa Dilma.” (J.L.)

–  Falavam muito sobre Xanxerê também ter uma mulher como prefeita. Agora, a ideia ficou reservada… quietos.

– “ Querem ressuscitar uma dupla que ficou oito anos no poder e fez apenas quatro casinhas populares de madeira… imagine, oito anos.”

 

 

 

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais