“Não vai ter eleições, será?”

30 de maio de 2016 08:52 | Rogério Côlvero
 “Não vai ter eleições, será?”

Comentários fortes na esfera brasiliana de que se não houver eleições gerais já, então que tenha prorrogação dos atuais mandatos de prefeitos e vereadores até 2018 quando então, aí sim haveria eleições gerais de Presidente da República a vereadores. É possível, pois Michel Temer (PMDB) não concordaria com eleições gerais agora que assumiu a presidência e tem esperanças de continuar até 2018. Naquele ano os brasileiros votariam em candidatos para todos os cargos – presidente, senador, governador, deputados federais e estaduais, para prefeito e vereador – seria trocar todos. Outra possibilidade, a proibição de reeleição para todos os níveis o que foi aceito em uma pesquisa por 90% da população entrevistada. Quando povo exige, pode acontecer. Quando os políticos que mandam querem, pode acontecer mesmo.

Possíveis candidatos de Chapecó

As eleições em Chapecó serão acirradas. O PMDB poderá disputar com o professor Gilberto Agnolin, o PC do B com o deputado estadual César Valduga, PSB com Luciano Buligon ( à reeleição) que poderá ter o PSD de vice que indicaria Fabiane Rodrigues, mulher do deputado federal João Rodrigues, e o PT com Luciane Carminatti.

O que se ouviu no final de semana:

– A candidata do PT a prefeita de Chapecó, a deputada estadual Luciane Carminatti, sonhava em contar com a ajuda de Lula, Dilma, João Vacari Neto, José Dirceu, Delcídio Amaral, Lulinha e tantos outros em seu palanque de campanha.

– Nos palanques de campanhas quando os candidatos estiverem se apresentando e alguém gritar “ pega ladrão”, ninguém vai ficar em cima, todos vão sair correndo…

– Delcídio Amaral falou: “ O Renan Calheiros como Eduardo Cunha, devem sair urgentemente. Rena n deve sair, é o senhor dos anéis, faz o que quer, manipula tudo, usurpa”.

FALA POVO

– “Sérgio Machado, Transpetro, um tremendo trairão, segundo o grupo de corruptos que ele denunciou.”

– “Governador Raimundo Colombo está indeciso: construir mais presídios ou mais escolas”.

– “ PT e PMDB estão abraçados na Lama” – Diz a jornalista Carolina Bahia – DC.

– “ Ela esqueceu de lembrar que o PP também já está na lama e faz tempo, desde a época de Maluf.”

– Me lembro de quando Lula foi presidente a primeira vez, um político de Chapecó levava picanha de primeira e a melhor cachaça da região, tudo para o barbudinho em Brasília. Era uma festa.

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais