Prefeito: Professor Genésio Téo

24 de maio de 2016 08:50 | Rogério Côlvero
Prefeito: Professor Genésio Téo

A capacidade administrativa e a inteligência do professor Genésio Téo, da UNOESC, estão acima da média dos políticos e para Xanxerê seria o melhor feito em tê-lo como prefeito. O sucesso da Unoesc tem no Professor Téo o norteador dos caminhos do ensino e Xanxerê com as faculdades aqui instaladas, ganhou mais respeito e deixou de ser apenas um município para plantar e colher milho. Que pena não ser ainda a hora de poder contar com sua capacidade e visão para ser nosso prefeito. Conservei com o professor ontem de manhã (23) e sobre este assunto ele foi claro: “ainda não chegou a hora, quem sabe mais tarde, daqui a quatro anos por exemplo.”

Tolos manipulados

A mãe do Juiz Sérgio Moro foi homenageada pela Câmara de Vereadores de Maringá, no último dia 9 de março. Os vereadores daquela cidade paranaense, onde nasceu o Juiz da Lava Jato, fez a homenagem com o aval de todo o povo brasileiro, inclusive. Porém, meia dúzia de tolos manipulados, inconformados com o “fora Dilma e fora PT”, vaiaram a Dona Odete a mãe homenageada. Quem vaiou precisa saber que o lugar deles não é no meio do povo de boa índole, de respeito e de boa família.

Bolsa Família de Artistas

Para quem não sabe, o Ministério da Cultura que Michel Temer voltou atrás e resolveu mantê-lo, é o Bolsa Família dos Artistas decadentes e apadrinhados que dependem do governo para manter a pompa deles e dos parentes. em não consegue mais público, consegue verba oficial. Que cultura que nada e o governo anterior fazia questão de mantê-los, pois a qualquer momento de manifestações, os convocava para o “trabalho”. (CCM)

Bombas prontas

Sim, Dilma deixou as bombas prontas para explodir: R$ 170 bilhões é o rombo nas contas públicas. E Dilma tenta animar a militância e só os que são pagos à aplaudem. E já são poucos.

Quem tem dinheiro?

Todos falam nesse ou naquele para candidato a prefeito. Tem uma lista desse tamanho de nomes de pré-candidatos. Todos querem. Mas quem tem dinheiro? Desses nomes que estão girando por aí – uns tem, outros não tiram do bolso nem a pau – então, analise comigo:  O deputado Merísio precisa eleger (ou reeleger) um prefeito de seu partido o PSD para não ficar feio perder a eleição em sua cidade; os adversários, o PMDB por exemplo, quem deles pré-candidatos teria dinheiro suficiente para bancar a campanha? – do PSDB, o único que tem grana ou poderia tê-la com a ajuda dos amigos e parentes é o Bruno Bortoluzzi; do PT, pedir dinheiro para quem?  – do PR, trazer dinheiro de fora se o chefão Jorginho Melo é conhecido como venha nós e ao vosso reino nada; e do PTB, PDT, DEM e outros, da onde viria a grana? Ou vocês acham que se lançar a prefeito com um caminhão de candidatos a vereador atrás pedindo, seria fácil? Analise aí que você já terá a resposta. Um ou dois serão candidatos e os outros esperam (rezando) que os convidem para ser vice.

FALA POVO

– A cadeira do poder deve ser muito confortável. Quem sentou não esquece o conforto. Avelino que ficou oito anos na “cadeira” quer sentar de novo…

-No interior do município de Xanxerê o número de eleitores foi bastante reduzido. A maioria veio para a cidade e muitos outros voltam à velha comunidade para votar.

– Têm candidatos que ao oficializarem suas candidaturas, correm para o interior em busca de votos. É um atropelo. E sem dúvidas, atropelados. Ninguém mais tem saco para a política.

– Analise, a quantidade de ruas dos bairros asfaltadas e com vários melhoramentos. Motivo, o número de moradores aumentou… e ali estão os votos, pense.

– Eu aconselho a quem quiser ser candidato que vá. O quanto é importante o exercício democrático. Se ganhar a eleição tudo bem… mas se perder não venha chorar. O engano é grande.

– Um amigo das antigas anotava cada voto prometido. Antes das eleições, já avisava que não precisava mais, tinha o suficiente. Acabou fazendo apenas sete votos…


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais