Só faltava a Ideli Salvatti

6 de junho de 2016 09:12 | Rogério Côlvero
Só faltava a Ideli Salvatti

Ela também se beneficiava de propinas da Petrobrás. Na delação premiada de Nestor Cerveró na Lava Jato ele afirmou que a ex-senadora catarinense e ex-ministra Ideli Salvatti (PT) recebia propina de um dos esquemas. Conforme relato disse que Ideli pediu que ele ajudasse a empresa de SC a Dalçóquio,  uma transportadora que trabalhava junto a BR. Distribuidora e ela recebia as propinas assim como o Senador Delcídio Amaral e o deputado catarinense João Pizzolatti (PP). A empresa Dalcóquio tem sede em Itajaí.SC. Em resposta, Ideli afirma que “Cerveró mente  em toda as suas declarações”. (Fonte: C.B. DC)

Outra de Cerveró: a compra da Ipiranga

Também na delação premiada de Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobrás, ele afirma que a compra da petroquímica Ipiranga pela Petrobrás teria resultado no desvio de US$ 2 bilhões de dólares para financiar a campanha de Lula em 2006. Cerveró diz ainda que a Ipiranga era avaliada em US$ 2 bilhões, mas o negócio foi fechado por US$ 4 bilhões de dólares, o dobro. (Fonte: C.B-DC). Em resposta a Dalçóquio diz que os novos acionistas da empresa não podem responder por fatos que não possuem conhecimento, pois a Dalçóquio foi vendida em março de 2015.

Novas normas para as eleições

A data limite para o registro de coligações partidárias é até 15 de agosto de 2016;  para fazer convenções dos partidos é até dia 5 de agosto; o tempo da campanha eleitoral foi reduzido para apenas 45 dias, antes era 90 dias;  o horário eleitoral gratuito dos candidatos no Rádio e Televisão são de 35 dias com início previsto para 26 de agosto; as doações para a campanha ficam proibidas pelas empresas – sendo possível fazer a doação por meio de pessoas físicas e pelos recursos do fundo partidário.Segundo Eduardo Guerini, mestre em sociologia política e professor na Univali “o caixa dois vai funcionar a todo o vapor nestas eleições”.

Dilma e seus cabelos

Um esquema montado na Petrobrás pagaram itens pessoais da presidente afastada Dilma Roussef (PT) conforme documentos de posse da Procuradoria-geral da República. Um dos itens pessoais, os custos do cabeleireiro de Dilma, Celso Kamura, cujas viagens a Brasília e os serviços custavam cerca de R$ 5 mil.  Dilma nega, como sempre.

Gastos para eleger prefeito de Chapecó

A previsão de gastos este ano para eleger o prefeito de Chapecó é de R$ 779.729,17 e para eleger um vereador é de R$ 105.343,85. Chapecó tem 131.610 eleitores.

FALA POVO

-“Você acha que custava tanto assim para “tratar” a juba da Dilma: R$ 5 mil ?”

– “Perguntando: quantos candidatos a vereador de Xanxerê, teríam disponíveis R$ 50 mil para a campanha?”

– É bom registrar aqui as ações políticas históricas do PTB e PDT em Xanxerê. Respeito, dignidade e trabalho pela comunidade desde os velhos tempos de Getúlio Vargas (PTB) e Leonel Brizola (PDT).

-Quando cheguei em Xanxerê em 1968, na estrada saída para o Paraná ( hoje Rua 24 de fevereiro) a primeira sigla partidária registrada num poste de luz, que eu vi, era a do PTB.

– Nos arquivos da Prefeitura ainda deve ter uma fotografia desta rua então coberta de neve naquela  época que, em primeiro plano, está o poste com a escrita PTB. Se a foto já desapareceu na Prefeitura, tenho certeza que Ivo Zolet ainda a tem arquivada no seu acervo.

– Vamos falar sério: o melhor e mais gostoso pãozinho francês de Xanxerê está no Gentil. Prove e confira.

– Pode ser publicidade, mas se fazem elogios a gostosuras de Chapecó, por que não elogiar o que se faz de bom aqui também?

– Segundo os entendidos, nestas eleições o Caixa 2  vai correr livre .Como será a fiscalização?

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais