A luta contra o câncer de mama e a doce surpresa chamada Maissa Vitória

7 de outubro de 2016 07:51
Comunidade , Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
A luta contra o câncer de mama e a doce surpresa chamada Maissa Vitória Maissa Vitória deve vir ao mundo em novembro (Foto: Divulgação)

“Aos 29 anos, descobri que estava com câncer de mama. Durante o banho, percebi um nódulo no seio esquerdo e dois dias depois procurei um médico. De cara, ele me disse que teria que fazer cirurgia para a retirada do nódulo e solicitou exames. Neste momento, já tinha certeza que se tratava de um câncer, restava saber o grau de gravidade do mesmo. O resultado da biópsia confirmou se tratar de um câncer maligno, então em menos de um mês do diagnóstico, já realizei a cirurgia para a retirada do nódulo. Depois da cirurgia, fui submetida à oito sessões de quimioterapia e 28 sessões de radioterapia”, comenta Josiane Lemos Deugokinski.

 

As dificuldades do tratamento

“Este foi um dos períodos mais difíceis da minha vida, pela exaustão do tratamento, pelo afastamento do trabalho e pelo mal-estar que as sessões causavam. Apesar do desconforto, nunca desanimei, pensava que seria mais difícil se eu não tivesse positividade e encarasse o tratamento com coragem. Meu esposo, meu filho, minha mãe e minhas colegas de trabalho sempre me deram muita força e foram fundamentais no meu tratamento. Em agosto de 2015, finalizei as sessões de quimioterapia e em janeiro deste ano, conclui as sessões de radioterapia. Ainda no início do tratamento, o médico havia me dito que ficaria infértil e que logo entraria na menopausa”.

 

A surpresa

“Em abril, durante um ultrassom abdominal completo de acompanhamento do câncer, o médico me deu a notícia mais inesperada da minha vida. Ele disse que eu já não andava mais sozinha, que havia uma vida dentro de mim. Sim, estava grávida… demorei para acreditar, pois acreditava estar infértil e para a minha surpresa, de meu marido e toda família, estava grávida de aproximadamente 10 semanas. Os médicos se assustaram, foi uma grande e doce surpresa. Hoje, já estou na contagem regressiva para conhecer o rosto de minha filha Maissa Vitória, que deve nascer no início de novembro. Com toda a certeza, digo que ela é o milagre da vida, que está chegando com um propósito muito especial e que me trouxe ainda mais força e coragem para seguir com o tratamento e com a luta contra o câncer. Depois do nascimento de minha filha, irei continuar ainda mais forte e confiante, com o tratamento medicamentoso”, relata.

Josiane tem 31 anos, atua como copeira no Hospital Regional São Paulo e vence dia após dia, a luta contra o câncer e está na doce espera de Maissa Vitória. (Assessoria de imprensa HRSP)


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais