Aberto edital para contratar clínica veterinária e efetivar programa de zoonose

O valor do repasse será de R$ 72.000,00 pelo período de 12 meses, equivalente a R$ 6 mil mensais.

28 de junho de 2018 08:30 | Animais , Lance Notícias , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Aberto edital para contratar clínica veterinária e efetivar programa de zoonose O contrato vai de julho de 2018 a junho de 2019. (Foto: Divulgação)

O edital para contratar uma entidade que prestará serviços de atendimento médico veterinário necessários à implantação do controle de zoonoses em Xanxerê foi publicado nesta quarta-feira (28).

A empresa ganhadora da licitação deverá prestar serviços de atendimento médico veterinário consistentes em: consultas, internações, medicamentos diversos, exames diversos, vacinas diversas, radiografia, ultrassonografia, sedação, ovariohisterectomia, orquiectomia, eutanásia (com descarte) e cirurgias em geral.

Segundo o edital, os atendimentos devem ser realizados de acordo com a demanda encaminhada pela coordenação do programa de controle de zoonoses do município, com prioridade para animais em situação de abandono e maus-tratos e aqueles pertencentes a famílias de baixa renda que não possuam condições de arcar com os custos para o tratamento de seus animais, condição que deverá ser comprovada por meio de cadastros existentes da assistência social municipal ou laudo social específico para este fim.

Valor

O valor do repasse será de R$ 72.000,00 pelo período de 12 meses, equivalente a R$ 6 mil mensais. O contrato vai de julho de 2018 a junho de 2019.

 

Responsável

O responsável será o Engenheiro Sanitarista, Mauro Miguel Narciso, que terá incumbências, conjuntamente com a comissão de monitoramento e avaliação, que terá que acompanhar e fiscalizar a execução dos serviços.

 

Quem pode participar

Poderão participar do processo os interessados que atenderem a todas as exigências contidas no Edital, confira AQUI.

O Edital encontra-se aberto no período de 27 de junho a 16 de julho de 2018. Informações complementares através do telefone (49) 3441-8542.

 

Decreto publicado

Ainda em janeiro, um decreto que regulamentava o funcionamento do programa foi assinado, já que o município precisava atender uma recomendação do Ministério Público. Com a assinatura, a Secretaria Municipal de Saúde através do Departamento de Vigilância Sanitária e Epidemiológica, bem como à Secretaria de Políticas Ambientais iriam ser responsáveis pelo desenvolvimento de ações e programas.

O setor responsável também faria o recolhimento dos animais em casos de maus-tratos e ainda deveria fornecer atendimento médico veterinário quando necessário e fomentar a adoção responsável destes animais. As atividades ainda não acontecem no município e grande parte dos atendimentos ainda são realizados por ONGs.

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais