Acesso ao Loteamento Dharma Ville: subtenente da PMRv diz que obra está irregular

Ainda segundo o subtenente, a culpa não é do estado e sim do responsável pelo loteamento

27 de setembro de 2018 11:53 | Comunidade , Obras , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Acesso ao Loteamento Dharma Ville: subtenente da PMRv diz que obra está irregular Foto: Reprodução

No início deste mês, moradores do Loteamento Dharma Ville, de Xanxerê, realizaram uma manifestação com o objetivo de chamar a atenção quanto as dificuldades que enfrentam no local. O pedido é pela instalação de uma lombada. Os moradores pedem uma solução para impedir a passagem de veículos, que saem da SC na rua de acesso.

O comandante do posto de Bom Jesus da Policia Militar Rodoviária Estadual (PMRv), que é responsável pela via, subtenente Kessler, explica que a obra está irregular. Segundo ele, antes da liberação, o encarregado da obra foi comunicado sobre os problemas.

“Hoje os moradores têm um acesso único, onde, obrigatoriamente, precisam se deslocar até a entrada do frigorífico e subir para o loteamento. Mas, quando ele foi construído, foi repassado para o encarregado que iria dar problema, que ele iria crescer e teria um fluxo enorme de veículos. Mas, esqueceram da acessibilidade. Hoje, o que acontece: os moradores estão entrando pela lateral do posto de combustíveis, mas só há uma pista de saída e não de entrada, ela é uma pista de aceleração, então, obrigatoriamente, eles precisam se deslocar até a entrada do frigorífico e subir para o loteamento”, diz.

Ainda segundo o subtenente, a culpa não é do estado e sim do responsável pelo loteamento. “Não adianta colocar a culpa no estado e fechar a rodovia, porque isso não é culpa do estado e sim de quem fez o loteamento. Precisam cobrar as responsabilidades com o encarregado do loteamento. A situação só tende a piorar, pois o número de moradores e de veículos aumentará. Se continuar a brincadeira de fechar a rodovia com pedra e pneu, o loteamento será interditado de novo. Foi um projeto muito mal elaborado de quem fez o loteamento. A solução é prática e clara: é preciso chamar o responsável pelo loteamento e corrigir o que falta, que é: sinalização viária de indicação onde é a entrada no trevo e realizar a sinalização adequada na via”.

Kessler comenta que caso algum morador for flagrado tentado fechar a via, o mesmo receberá voz de prisão e terá de pagar uma multa.

“Os moradores não podem nem reclamar de velocidade, porque há uma placa indicativa de 60 km/h. De acordo com o que prevê e legislação, os veículos podem trafegar na via com limite de 67km/h, que não estarão cometendo nenhuma infração. Esse loteamento já foi embargado cinco vezes, foram feitas várias alterações e ainda está com um monte de problemas. Caso algum morador for flagrado tentando fechar a via, será preso e terá que arcar com uma multa considerada gravíssima”, conclui.

 

Relembre: Moradores do Loteamento Dharma Ville realizam manifestação e pedem pela instalação de lombada

 

 

 

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais