Administração busca alternativas para melhorar atendimento na saúde

4 de julho de 2018 15:09
Saúde , Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Administração busca alternativas para melhorar atendimento na saúde Foto: Alessandra Bagattini/Lance Notícias

Nessa terça-feira (03) o Hospital regional São Paulo de Xanxerê divulgou uma nota solicitando para que a comunidade procure a entidade somente em casos de urgência e emergência. Segundo a nota divulgada, o motivo se dá em razão da superlotação do serviço de enfermagem na última semana, o que fez com que o quadro técnico, tanto de leitos como funcional, atuasse acima de sua capacidade estruturada.

A indicação do Hospital é para que a população procure atendimento no Pronto Atendimento de Xanxerê. O assunto foi discutido na manhã dessa quarta-feira (04) em uma entrevista com o prefeito Avelino Menegolla à Radio Super Difusora.

“A questão da nota do hospital, nós não vamos entrar em detalhes, porque o hospital tem que fazer a parte dele e o município também. O que está acontecendo é se tem uma demanda muito grande, até pelo clima que agora de inverno o que faz com que as pessoas procurem por atendimento. Outro fato é a própria situação econômica do país, porque muitas vezes se pagavam a consulta, se dava um jeito, pagava o seu remédio e hoje essa questão afetou um pouco do bolso de cada um, por isso a procura por atendimento público ainda é muito maior. Então não tem estrutura e nem recurso financeiro que suporta isso tudo, mas vamos procurar caminhos para reduzir essa demanda tão grande”, explicou o prefeito.

Menegolla frisa também que acontecerá uma reunião que vai discutir essa situação. Ele ainda justifica que a redução do horário de funcionamento do Pronto Atendimento teve por objetivo economizar.

“Vamos fazer a nossa parte na saúde. O Pronto Atendimento, que não é mais 24h, foi reduzido um turno em função de não ter uma demanda naquele horário e para não se jogar dinheiro pelo ralo. Agora são três turnos, cada turno tem um médico. Muitas vezes tem acontecido de buscar o segundo médico, dependendo da demanda que tem. A noite tem o hospital também. Mas isso vamos ter uma conversa com o hospital para ver o que podemos discutir e fazer. Temos que atender a população que precisa da saúde”, conclui.

Atualmente o local atende das 7h às 24h de segunda-feira à sexta-feira e aos sábados e domingos das 13h às 24h.


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais