Agricultores estão otimistas com produção de milho e soja para 2019

4 de janeiro de 2019 11:39 | Agricultura , Variedades , Verão , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Agricultores estão otimistas com produção de milho e soja para 2019 Foto: internet

A expectativa para o a safra de milho e soja no ano de 2019 em Xanxerê é grande. Apesar das fortes chuvas seguidas de estiagens que assolaram a região durante o período de plantio e crescimento das sementes, os agricultores se mantem otimistas.

De acordo com o presidente da Associações de Cerealistas de Santa Catarina, Bruno Bortoluzzi, muitos produtores sofreram com as chuvas, prejudicando o plantio e trazendo diversos prejuízos.

– Apesar do clima não ter contribuído com os produtores, ainda estamos com uma expectativa de realizar uma boa safra com uma boa produtividade. Para o milho conseguir florescer ele precisa de no mínimo cinco milímetros de chuva por dia, e no mês de dezembro não choveu, o que resultou em uma queda na produtividade – frisa.

A esperança dos agricultores é de conseguir repetir as colheitas do ano de 2018, milho acima de 200 sacas por hectare. Já no soja a expectativa é de 70 sacas por hectare. Porém, é necessário aguardar a colheita para confirmar

– O soja plantado cedo, no mês de setembro, sofreu muito com a estiagem, que pode resultar em quebra na produtividade. Mas o soja plantado no mês de novembro conseguiu enfrentar os problemas climáticos com mais força, e não sofreu tanto como o outro, por isso a expectativa é melhor no soja plantado mais tarde – pontua.

A colheita da soja deve começar ainda no mês de janeiro, já a colheita do milho deve seguir no final do mês de fevereiro e durante o mês de março.

 

Inicia na região colheita de milho silagem

Para esta primeira e segunda semana de janeiro de 2019, iniciam em Xanxerê e região a colheita do milho para silagem. A quantidade colhida no município sempre é alta.

– A expectativa é que os agricultores consigam colher em torno de 50 toneladas por hectares. Pois para a silagem os agricultores precisam de volume – finaliza.


Por: Karina Ogliari

Deixe seu comentário

Saiba Mais