Alerta: Xanxerê registra 57 casos de sífilis e número gera preocupação

22 de agosto de 2019 14:39 | Visualizações: 2805
Comunidade , Saúde , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Alerta: Xanxerê registra 57 casos de sífilis e número gera preocupação Foto: Divulgação

Desde o dia 1º de janeiro até o dia 22 de agosto, deste ano, Xanxerê registrou 57 casos de sífilis. O número é considerado alto e gera preocupação. Os dados são da Vigilância Epidemiológica do município e apontam que foram 15 casos de sífilis congênita; 19 em gestantes e 23 não especificadas.

Destaca-se que a sífilis é uma doença grave transmitida normalmente pelo ato sexual e pode se apresentar das mais variadas formas clínicas. A coordenadora do setor de Vigilância Epidemiológica de Xanxerê, Francis Mara Zago Pegoraro, explica que para evitar a doença é necessário o uso de preservativo nas relações sexuais.

– A sífilis pode ser transmitida de uma pessoa para outra durante o sexo sem camisinha com alguém infectado, por transfusão de sangue contaminado ou da mãe infectada para o bebê durante a gestação ou o parto. É importante que o casal faça o tratamento, não apenas a mulher. Esse número é considerado muito alto para o nosso município – comenta.

Outra recomendação é que a população procure o Laboratório Municipal, em anexo ao Posto Hélio Ortiz para realizar o teste, que é gratuito.

– São ofertados testes de HIV, hepatite e sífilis de forma gratuita, assim como o tratamento. É sigiloso e não precisa ter recomendação médica. Para fazer os exames basta comparecer com os documentos pessoais e Cartão SUS de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h, em jejum – cita.

A coordenadora frisa que os médicos que atendem nas unidades de saúde estão capacitados para atender as pessoas que possuem a doença, inclusive gestantes.


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais