Aluno de colégio de Xanxerê passa para a segunda fase da Olimpíada Brasileira de Robótica

26 de setembro de 2018 18:53 | Educação , Lance Notícias , Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Aluno de colégio de Xanxerê passa para a segunda fase da Olimpíada Brasileira de Robótica Foto: Alessandra Bagattini/Lance Notícias

Tiago Cruzaro, de Faxinal dos Guedes, é estudante do Colégio Expressivo, de Xanxerê. Ele foi o único aluno da instituição a passar para a segunda fase da Olimpíada Brasileira de Robótica. Participaram cerca de 300 alunos.

O estudante comenta que mesmo se dedicando aos estudos receber o resultado foi surpreendente. “Na verdade eu fiz a primeira fase aqui na escola. Fui o único aluno do Colégio Expressivo a passar para a segunda fase. Ela é uma prova que envolve física, matemática, biologia, então era mais a preparação para o vestibular que ajudou também. Eram conteúdos que eu tinha um certo domínio em sala. A gente sempre faz para passar, mas foi bem surpreendente”.

A diretora da instituição, Nádia Rodrigues diz que o objetivo de fazer com que os alunos participem das olimpíadas é instigar o conhecimento. “Queremos que os alunos gostem da área de ciências, matemática, da língua portuguesa. Queremos que eles deslumbrem as possibilidades dentro destas áreas e que vejam que eles são capazes”.

A segunda fase da olimpíada vai ocorrer em Joinville e, Tiago conta com o apoio dos professores da instituição para aprimorar os estudos.

“Todos os alunos, desde de o primeiro ano, até o terceirão, participaram. Foram aproximadamente 300 alunos que fizeram a prova. Ela é uma prova por níveis, e nós tivemos a felicidade de o Tiago passar”, comenta Nádia.

Tiago estuda no terceiro ano do ensino médio. Ele já passou em um vestibular para cursar medicina e comenta que o segredo é ter foco. “Já estou me preparando para a segunda fase. Estou estudando, mas estou focando mais no vestibular que pretendo cursar para medicina. Já fiz um e fui aprovado, mas continuo com os estudos. Eu moro praticamente na escola. Fico manhã, tarde e noite aqui. A noite faço curso pré-vestibular. Mas você precisa gostar de estudar e se dedicar”.

Nádia reitera a dica de Tiago e diz que todos os alunos possuem capacidade para passar em olimpíadas e vestibulares. “É importante quanto escola oportunizar isso para os alunos e eles terem essa determinação para fazer a prova, se dedicar e se empenhar. É preciso ter foco. Capacidade e potencial, todos têm. A dica é foco e fazer uso daquilo que o colégio oferece”, conclui.


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais