Alunos da Apadavix participam de aulas de costura e artesanato

4 de setembro de 2018 15:46 | Comunidade , Educação , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Alunos da Apadavix participam de aulas de costura e artesanato (Foto: Alessandra Oliveira/Lance Noticias)

Ainda no mês de julho, a Associação de Pais e Amigos dos Deficientes Auditivos e Visuais de Xanxerê (Apadavix), foi beneficiada pelo Edital de Linguagens, através do projeto de confecção, onde foram adquiridas quatro máquinas de costura, uma de corte e um pirógrafo. O valor liberado foi de R$ 14 mil que possibilitou a compra dos equipamentos e pagamento de profissionais.

Com pouco mais de um mês de funcionamento, o projeto atende alunos surdos e de baixa visão da instituição. Conforme a professora Roselice Terezinha de Freitas Fiorentin, proponente do projeto, é desenvolvida uma oficina de tapeçaria com tecidos nas máquinas de costura para os alunos surdos e as mesmas peças são desenvolvidas também por alunos de baixa visão, mas utilizando materiais recicláveis.

“É uma oficina de tapeçaria, a reciclando. Trabalhamos com retalhos fazendo bolsas, tapetes e trabalhamos com litro pet, papel, que faz parte da mesma oficina, com alunos de baixa visão, que não conseguem trabalhar na costura. Fizemos os mesmos objetos, só com materiais diferentes, materiais que os alunos conseguem trabalhar”, explica.

As aulas acontecem nas terças e sextas-feiras e participam homens, mulheres e também mães de alunos. Conforme a professora, a oficina consegue envolver os alunos.

“Os alunos estão gostando, se envolvem, algumas mães e pessoas da comunidade também estão envolvidas no projeto e eles estão gostando. A ideia é que o projeto continue. A ideia da oficina é que eles façam os objetos em casa também, trabalhar em casa e tem alunos que fazem aulas aqui que estão pensando em buscar um emprego na área”, destaca.

Os objetos desenvolvidos serão expostos e, uma parte deles será entregue para que os alunos levem para casa, enquanto a outra parte será comercializada e o valor será revertido para os alunos da instituição.

O material foi adquirido com recursos do projeto e também por meio de doações da comunidade.


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais