Arrecadação do município cai em até 20% após paralisação dos caminhoneiros

24 de julho de 2018 13:47
Economia , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp

A paralisação dos caminhoneiros, que aconteceu no mês de maio e durou nove dias em Xanxerê e mais de dez dias em todo o país, gerou reflexos imediatos e a longo prazo, que começaram a ser sentidos apenas meses depois.

O que é o caso da arrecadação de impostos do município de Xanxerê. Segundo levantamentos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do município, as quedas chegam a 20% no retorno de ISS e até 6% no retorno de ICMS entre junho e julho deste ano.

“De modo geral, esses resultados eram esperados em função dos encaminhamentos finais da greve. Observamos o comércio praticamente vazio, as empresas tendo que fazer remanejamentos, enfim. Foi um cenário que ninguém gostaria de ter passado. O governo demorou para dar importância ao movimento e criar um mecanismo para encerrar a greve em tempo de minimizar os reflexos desta paralisação”, comenta o secretário da pasta, Charles Rabaiolli.

Além disso, conforme o secretário, há também outros reflexos como perdas de horas de trabalho, de produção de animais e diversos setores da economia como indústria, agroindústria e serviços, que foram impactados de imediato e sentirão mais reflexos ao longo do ano.

“Acreditamos que após as eleições a situação possa se normalizar com políticas mais animadoras para todos os setores, que o investidor volte a acreditar e ter confiança em fazer toda a engrenagem da economia se estabilizar novamente”, conclui o secretário.


Por: Alessandra Oliveira

Deixe seu comentário

Saiba Mais