Caixa reduz taxas de juros do crédito imobiliário com recursos do SBPE

8 de outubro de 2019 10:50 | Visualizações: 361
Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Caixa reduz taxas de juros do crédito imobiliário com recursos do SBPE Foto: divulgação

A Caixa anunciou, nesta terça-feira (08), a redução de até 1,0 p.p. das taxas de juros para os financiamentos imobiliários com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE). A redução se aplica para créditos com saldo devedor atualizado pela Taxa Referencial (TR) no âmbito do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI). A taxa efetiva mínima para imóveis residenciais será de TR + 7,50% ao ano (a.a), com taxa máxima de TR + 9,50% a.a. As taxas passam a valer a partir da próxima segunda-feira (14).

 

TAXAS DE JUROS EFETIVAS DO CRÉDITO IMOBILIÁRIO

SBPE TR + IPCA +
Mínima 7,50% 2,95%
Máxima 9,50% 4,95%

 

As simulações podem ser feitas no site da CAIXA, onde o cliente consegue comparar os juros e as condições para obtenção do financiamento. O nível de relacionamento que o cliente tem ou terá com o banco impactará diretamente nas condições sob as quais ocorrerá a contratação.

 

Medidas do crédito imobiliário em 2019:

Desde agosto deste ano, além da correção dos financiamentos pela TR, a Caixa também anunciou, de forma pioneira e revolucionando o mercado, a possibilidade de crédito para aquisição de imóveis residenciais com taxas corrigidas pelo IPCA.

 

Em junho, a Caixa anunciou a redução de até 1,25 p.p. nas taxas de juros para operações pelo SBPE, além de alternativas para renegociação de contratos habitacionais para pessoa física. Até o momento, mais de 114 mil clientes já regularizaram suas dívidas, o que corresponde mais de R$ 10,1 bilhões renegociados.

 

Para os contratos de financiamento habitacional são oferecidas diferentes opções de negociação da dívida, com destaques para:

  • Pagar à vista um valor de entrada e incorporar as parcelas atrasadas nas próximas prestações a vencer até o fim do prazo contratual.
  • Utilização do saldo da conta vinculada do FGTS para reduzir o valor da prestação, conforme regras do Fundo.
  • Alteração da data de vencimento da prestação.
  • O cliente que não se enquadrar nos critérios anteriores pode procurar uma agência da CAIXA para verificar a possibilidade de um acordo.

 

As condições de renegociação oferecidas dependem da situação do contrato, tais como valor contratado, valor da garantia, cota de financiamento e quantidade de prestações já pagas.

 

Essa ação é para todo o território nacional e os clientes poderão receber atendimento pelo telefone 0800 726 8068 opção 8, pelo site www.caixa.gov.br/negociar, nas redes sociais da CAIXA no Facebook (facebook.com/caixa) e Twitter (twitter.com/caixa), App CAIXA Habitação, Internet Banking CAIXA (IBC), além das agências.

 

Liderança de mercado:

A CAIXA lidera o mercado de financiamento imobiliário com 69% de participação. O saldo da carteira de crédito habitacional cresceu 3,6% em 12 meses, totalizando R$ 452,3 bilhões em junho de 2019.

 

Rede de atendimento:

A rede CAIXA de atendimento é composta por 4.136 unidades próprias, sendo 3.374 agências e 762 Postos de Atendimento – PA (465 agências prestam atendimento de Penhor, 2 unidades são instaladas em Barco e 8 PA são móveis, instalados em Caminhões).

 

Os clientes CAIXA contam também com 5.285 pontos de autoatendimento (28.725 equipamentos), 22.874 terminais do Banco 24Horas e 1.610 máquinas da Rede Compartilhada BB x CAIXA. A rede de atendimento possui ainda 21.217 parceiros, sendo 12.985 Unidades Lotéricas e 8.232 correspondentes CAIXA AQUI. Totalizando, a CAIXA possui 55.122 pontos de atendimento à população.


Por: Patrícia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais