Câmara de Vereadores emite nota oficial sobre lotação máxima do local

21 de fevereiro de 2018 11:01
Comunidade , Política , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Câmara de Vereadores emite nota oficial sobre lotação máxima do local Foto: Arquivo/Lance Notícias

A Câmara de Vereadores de Xanxerê recebeu recomendações do Corpo de Bombeiros do município, para a regularização do espaço, incluindo a colocação de placas de indicação e quesitos relacionados a acessibilidade. Porém, a colocação de uma placa a qual informa qual a lotação máxima do local, foi alvo de informação distorcida, divulgada por um portal do município.

De acordo com o Presidente do Legislativo, Lenoir Tiecher, a limitação ao público atende exigências das autoridades competentes. Em qualquer órgão, empresa ou outro local, se tem essa recomendação de segurança e a informação da capacidade de lotação é apenas um dos itens.

“Nós teremos que ajustar muitas coisas. Tem uma porta que está com a medida errada, falta a colocação de algumas placas de indicação e a colocação da placa que informa a lotação máxima, também foi uma solicitação do Corpo de Bombeiros”, explica.

A Câmara de Vereadores emitiu uma nota explicando sobre o caso.

Confira a nota na íntegra:

“A Câmara Municipal de Xanxerê, vem a público esclarecer informação que está sendo veiculada em rede social e também publicada em um site, usando indevidamente o nome da instituição. Fato é que a mídia expõe equivocadamente, a questão do número de lugares disponíveis no plenário. Trata como se fosse algo autoritário, mas nenhum membro da mesa diretora da Câmara, sequer foi ouvida sobre o assunto.

Na matéria existe uma acusação de que presidente da Câmara estaria limitando acesso ao Plenário, ao que cabe esclarecer:

1º A sinalização com a quantidade da capacidade de 113 pessoas sentadas, já está instalada desde o dia 6 de fevereiro e não dia 19, como vem sendo divulgado tendenciosamente em rede social.

2º Internamente a mesa diretora já havia informado este e outros assuntos, para servidores efetivos, assessores e agentes políticos.

3º A indicação da capacidade do plenário também foi um dos temas abordados pelo presidente com os próprios vereadores, inclusive reforçado na reunião da última quarta-feira (19).

4º Todos os atos da Câmara, tem sido de forma institucional, com clareza e transparência, a exemplo do que vem ocorrendo desde 2017.

Cabe ressaltar ainda que a Câmara sempre esteve de portas abertas para a comunidade com uma grande participação desde o ano passado quando se buscou aproximar a entidade da comunidade. Inclusive com alteração do horário das sessões para 19h.  A Tribuna Livre neste ano esteve ocupada por representantes da comunidade em todas as sessões ordinárias realizadas, mostrando claramente que a Câmara continua aberta para ouvir e saber os problemas da comunidade.

A limitação ao público atende exigências das autoridades competentes. Em qualquer órgão, empresa ou outro local, segue-se a recomendação de segurança e a informação da capacidade de lotação é apenas um dos itens.  Dentro das normas técnicas, a Câmara se propõe a buscar melhorias e adequações, possibilitando aumentar o espaço ao público, mas sempre atendendo a legislação vigente.

Eventos com previsão de maior público, a Câmara tem toda credibilidade e possibilidade de realizar em outro local, garantindo a participação do público, a comodidade e a segurança, como tem sido neste recinto até o momento.

A Câmara em momento algum restringiu a participação em suas dependências, bem como desde 2017, disponibiliza além da transmissão pela TV Câmara, ao mesmo tempo, a conexão através do Facebook para as pessoas assistirem com toda comodidade até em seu próprio telefone as sessões e eventos.

Segundo o código de ética dos jornalistas, é preciso responsabilidade de prestar informação equivocada e sem ouvir os envolvidos. É dever dos meios de divulgação pública, independente da natureza de sua propriedade, a divulgação da informação precisa e correta, se pautando pela real ocorrência dos fatos, tendo por finalidade o interesse social e coletivo.

Cita o código de ética dos jornalistas também, que o compromisso fundamental do jornalista é com a verdade dos fatos e seu trabalho se pauta pela precisa apuração dos acontecimentos e sua correta divulgação.


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais