Câncer de pele: Projeto garante proteção e orientação aos agricultores

29 de agosto de 2017 08:11
Clima , Comunidade , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Câncer de pele: Projeto garante proteção e orientação aos agricultores Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

Santa Catarina tem a maior taxa de pacientes com câncer de pele do país. Entre os grupos mais afetados estão os agricultores familiares. Para reverter esse quadro o deputado estadual Dirceu Dresch, líder do PT na Assembleia Legislativa, protocolou projeto de lei que inclui o protetor solar entre os medicamentos de distribuição gratuita, mas com destinação específica aos agricultores.

O projeto também determina que o Estado faça campanhas esclarecedoras sobre a importância do uso do protetor solar, promova eventos para divulgar informações sobre o diagnóstico e a prevenção do câncer de pele, assim como a promoção de boas práticas a serem adotadas na realização de trabalhos com exposição solar. As ações deverão ser executadas pela Secretaria de Estado da Saúde.

“O sol é um parceiro no dia a dia do agricultor, mas também um inimigo silencioso se não houver o cuidado adequado. Isso inclui o uso constante do protetor solar, que não é um produto barato e significa um custo de proteção que muitas vezes não cabe no bolso. Por isso apresentamos essa proposta que garante a gratuidade do protetor solar. Pode parecer um custo, mas é um investimento. É muito mais barato prevenir do que tratar a doença”, argumenta Dresch.

Os estudos comprovam que a exposição ao sol é cumulativa. O resultado da exposição inadequada aos raios ultravioletas costuma aparecer após 40 anos. Outro agravante é que justamente o horário em que se deve evitar a exposição ao sol, entre 10h e 16h, é um intervalo difícil de evitar no dia a dia do trabalho rural.

Assessoria de Imprensa

Foto: Divulgação


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais