CAPS de Xanxerê atende mais de 250 pessoas com transtornos mentais e dependência química

10 de novembro de 2017 11:18
Comunidade , Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
CAPS de Xanxerê atende mais de 250 pessoas com transtornos mentais e dependência química CAPS de Xanxerê atende mais de 250 pacientes (Foto: Patrícia Silva/Lance Notícias)

 

Xanxerê hoje conta com um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) que atende uma média de 250 pacientes, alguns diariamente. As atividades no local são bastante variadas e o CAPS conta com uma equipe multiprofissional. Em Xanxerê, o Centro atua desde 2006.

Os pacientes passam incialmente pelos postos de saúde e somente os casos mais graves são encaminhados para o CAPS, onde passam a ter um acompanhamento mais detalhado. Além dos encaminhamentos feitos pelo Hospital. No local, são tratadas pessoas com transtornos mentais e dependência química, maiores de 14 anos.

“Alguns pacientes recebem apenas consulta, outros consulta e acompanhamento psicológico. Cada paciente possui um plano terapêutico singular. Temos as oficinas terapêuticas, com artesanato, horta, atividade psicológica individual, em grupo, grupos de dependência química, grupo de familiares”, explica Juliana Basso Vanzin, psicóloga e coordenadora.

 

Preconceito

A equipe do CAPS trabalha em conjunto com a família, com encontros semanais, para que os próprios familiares entendam o problema e as necessidades dos pacientes. Mas, o preconceito muitas vezes está dentro de casa.

“Existe o não-entendimento do que é o transtorno mental, apesar de ter aumentado muito os casos, ainda existe muito preconceito. Há casos de pessoas que em surtos ficam agressivas, mas não são todas as pessoas e também não é o tempo todo, pois quando há o uso da medicação e o acompanhamento isso não deve acontecer”, salienta a psicóloga.

 

Alerta

Números que tem chamado atenção é em relação aos dependentes químicos adolescentes. “É um público difícil de abordar, demanda de muita conversa e a estrutura família é fundamental no tratamento”, diz.

O CAPS de Xanxerê conta com duas psicólogas, uma assistente social, uma enfermeira, uma técnica de enfermagem, uma pedagoga, uma recepcionista, uma pessoa responsável pelos serviços gerais e um novo médico deverá integrar a equipe nos próximos dias. A internação de pacientes em alas psiquiátricas é a última alternativa adotada.


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais