Carreta de transportadora de Xaxim é apreendida com mais de 1,2 tonelada de maconha em SP

16 de março de 2019 13:52 | Visualizações: 771
Polícia , Xaxim Compartilhar no Whatsapp

A Polícia Civil de São Paulo, por meio da 2ª Delegacia de Polícia da Divisão de Investigações sobre Entorpecentes (DISE), do Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico (Denarc), por volta das 23h da quarta-feira (13), prendeu três homens, por tráfico de drogas, e apreendeu uma carreta de Xaxim, na Zona Norte de São Paulo.

Investigações, que foram motivadas por uma denúncia, indicaram que uma carreta de uma transportadora xaxinense transportava grande quantidade de drogas e estaria em um estacionamento localizado na Zona Norte da Capital.

Com as atuações de campo, os agentes da Polícia Civil conseguiram identificar o estacionamento, localizado na Estrada de Perus, e passaram a monitorá-lo. A carreta Scania, com placas QHR-4898, de Xaxim, e o baú, placas MKE-2266, também de Xaxim, estavam sendo monitorados e, no ato, os três suspeitos foram presos.

A reportagem do Lê Notícias conversou com o delegado titular da Divisão de Investigações sobre Entorpecentes (DISE), de São Paulo, que falou sobre a apreensão de aproximadamente 1,2 tonelada de maconha, fracionada em 1.906 tijolos.

­– A princípio, foi caracterizado o envolvimento do motorista. Até por conta disso, ele foi autuado em flagrante por tráfico de entorpecentes. Preliminarmente, posso dizer que não há notícias de que a empresa esteja envolvida criminalmente. Ao que tudo indica, a empresa não estava fazendo parte deste tráfico de entorpecentes, sendo então uma conduta individual do motorista. Mas tudo isso será objeto de apuração do Inquérito Policial que foi instaurado – disse.

Segundo informações da DISE, o motorista teria endereço comercial em Santa Catarina, mas o endereço residencial em São Paulo. Os outros dois presos também são da capital de São Paulo que, segundo consta, teriam ido buscar parte da droga que estava na carreta.

– Segundo o que apuramos inicialmente, essa droga seria compartilhada entre compradores, onde cada um ficaria com uma cota. Esses dois, além do motorista, teriam ido lá com esse escopo, com o objetivo de pegar a droga – disse o delegado. As iniciais dos detidos são J. J. S., R. R. S., e G. S. P. da S.

Ao ser indagado sobre a origem da droga, o delegado Aquino explicou o roteiro realizado pelo motorista.

– O ponto inicial de partida da viagem da carreta, que transportava nectarina e pêssego, foi o Chile, mas ainda não sabemos dizer se essa droga é proveniente do Chile ou não. Segundo consta, ele teria feito uma parada em Foz do Iguaçu (PR), mas não sabemos onde ela foi carregada – finalizou.

NOTA DA EMPRESA

– A empresa não está envolvida com este caso. É um fato isolado do condutor. Nós nos consideramos vítimas desta situação, na qual estamos auxiliando a Polícia a apurar os fatos – disse Felipe Cordenonsi, um dos proprietários da Cordenonsi Transportes.

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais