Casan retoma projeto de nova adutora para o município de Xanxerê

7 de dezembro de 2016 10:21
Comunidade , Variedades , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Casan retoma projeto de nova adutora para o município de Xanxerê (Foto:Divulgação)

O Projeto Macro Adutora Rio Chapecozinho, que prevê uma adutora de 57 quilômetros para abastecer o Oeste de Santa Catarina pelas próximas três décadas e meia, foi retomado a partir da publicação de um novo edital. O procedimento, na modalidade pregão, representa a primeira parte da licitação que foi desmembrada em duas partes: compra de materiais e obras civis.

No valor de R$ 93.027.501,92, o pregão prevê a compra de tubulação para a adutora, nas dimensões de 900 mm e 1.000 mm de diâmetro. O projeto disponibilizado em edital prevê tubulação de ferro fundido, mas abre a possibilidade de ser apresentado outro tipo de material, desde que compatível com a proposta de engenharia que compõe o Termo de Referência e o Projeto Executivo.

O projeto prevê a captação no Rio Chapecozinho para abastecer os municípios de Xaxim, Xanxerê, Cordilheira Alta e Chapecó, prevendo atender a uma população de 500 mil pessoas pelos próximos 35 anos. A obra conta com recursos do Ministério da Integração Nacional e da própria Casan.

A Casan suspendeu em setembro deste ano o edital para a construção da macroadutora de 57 quilômetros após um problema judicial. Duas concorrentes se habilitaram para a licitação na época, a paranaense Itajuí e o consórcio liderando pela catarinense Conenge. A Conenge foi desclassificada por não atender alguns pré-requisitos e entrou com recurso administrativo e depois judicial. A questão parou no Tribunal de Contas da União.

 Nova licitação

O novo pregão está marcado para as 14 horas do dia 15 de dezembro de 2016, na Gerência de Licitações da Casan, na Rua Emílio Blum, 83 em Florianópolis. A obra civil será licitada pela modalidade de Concorrência Pública somente após decidida a empresa vencedora do pregão e, consequentemente, o material (tubulação) que será utilizado na execução da obra. Mais detalhes sobre o processo podem ser obtidos no site www.casan.com.br, na aba Licitações.

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais