Caso de raiva humana é registrado no estado

7 de maio de 2019 15:00 | Visualizações: 108
Comunidade , Saúde Compartilhar no Whatsapp
Caso de raiva humana é registrado no estado Foto: divulgação

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive-SC) confirmou na segunda-feira (6) a primeira morte por raiva humana no Estado em 38 anos. A vítima foi uma mulher que morava em Gravatal, no Sul do Estado. Ela morava na área rural do município.

De acordo com a Dive-SC, todos os cães e gatos que moravam num raio de 5 km da vítima devem ser vacinados contra a doença por precaução. A medida também atinge residências da cidade vizinha.

Santa Catarina é um dos locais considerados livres da raiva em localidades urbanas. Antes desta morte, que aconteceu no dia 4 de maio, o último caso tinha sido registrado no município de Ponte Serrada, em 1981. Já as últimas mortes de animais com raiva foram registradas nos anos de 2006 e 2016.

– Nós temos o programa em parceria com a Vigilância Sanitária onde em qualquer caso é feito a investigação. Não temos nenhum caso suspeito, mas sempre precisamos ter esse cuidado – comenta o secretário de Agricultura e Políticas Ambientais, Edson Zape (Timão).

A vacinação contra a raiva é uma medida prevista pelo Ministério da Saúde, para evitar a proliferação da doença. Serão solicitadas 10 mil doses, que devem ser distribuídas a partir do dia 9 deste mês.

A raiva pode atingir seres humanos e animais domésticos como cães, gatos, cavalos, bois e também silvestres tais como morcegos e macacos. A doença é transmitida pelo contato com a saliva dos animais infectados. Não há cura estabelecida. As vítimas, sejam pessoas ou animais, acabam morrendo.

O contágio pode acontecer tanto em casos de ataques que envolvam mordidas, mas também com lambidas. Sendo assim, quem sofrer algum tipo de situação que envolva ferimentos deve buscar se vacinar, em qualquer unidade de saúde, conforme reportagem da NSC Total.

 

Raiva

É uma doença transmissível que atinge mamíferos como cães, gatos, bois, cavalos, macacos, morcegos e também o homem. É causada por um vírus que ataca o sistema nervoso central, levando à morte após pouco tempo de evolução. A transmissão da raiva ocorre quando a saliva do animal infectado entra em contato com pele ou mucosa por meio de mordida, arranhão ou lambedura do animal. Os sintomas da raiva variam conforme a espécie, quando acomete animais carnívoros, eles se tornam agressivos e, quando ocorre em animais herbívoros as manifestações são de paralisia. Em caso de agressão por animal, deve-se procurar o serviço de saúde mais próximo.

 

 

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais