Cemitério novamente é utilizado para rituais de magia negra

5 de setembro de 2019 12:33 | Visualizações: 3555
Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Cemitério novamente é utilizado para rituais de magia negra Fotos: divulgação

O Cemitério Municipal de Xanxerê foi novamente alvo na noite desta quarta-feira (04) de rituais de magia negra. Os servidores municipais encontraram na manhã desta quinta-feira (05) diversos animais mortos, bem como garrafas de bebidas no local.

O secretário municipal de Agricultura e Políticas Ambientais, Edson Zape, destaca que o cemitério não deveria ser utilizado para este tipo de ritual e pede o apoio e colaboração da comunidade.

– Caso alguém tenha visto quem está fazendo este tipo de ritual que nos avise para podermos apurar os fatos – comenta.

O telefone da Secretaria Municipal de Agricultura e Políticas Ambientais é o 3441-8529.

 

A lei permite?

Sim. Após um debate sobre o tema entrar na pauta do Supremo Tribunal Federal (STF) em agosto de 2018, a prática foi definida como constitucional – portanto, permitida – no dia 28 de março de 2019.

A questão chegou ao Supremo após o Ministério Público do Rio Grande do Sul apresentar um recurso contra uma decisão do Tribunal de Justiça gaúcho. A lei contestada permitia a prática dos sacrifícios de animais em relação a religiões de matriz africana, desde que sem excessos e crueldade.

A decisão do STF, que vale não só para as religiões de matriz africana, mas para todas as religiões, implica que a regra seja aplicada por todos os tribunais e juízes do país sempre que julgarem casos do tipo. Os defensores da manutenção das práticas tradicionais alegam que, para o caso de maus-tratos, em qualquer ambiente, já existe uma legislação vigente, que prevê pena de prisão de três meses a um ano.


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais