Centro de Cultura Afro Brasileira de Xanxerê promove vivência de Capoeira Angola

23 de maio de 2016 14:43
Comunidade , Cultura , Variedades Compartilhar no Whatsapp
Centro de Cultura Afro Brasileira de Xanxerê promove vivência de Capoeira Angola O evento acontece em Junho. (Foto: Arquivo Pessoal)

 

Entre os dias 10 e 12 de junho de 2016 o Centro Cultural e Artístico Resistência Popular de Xanxerê, juntamente com o Centro de Estudos da Cultura Afro Brasileira de São José dos Pinhais/PR, trazem para o oeste catarinense o Mestre Zelão.

Esta visita tem por objetivo proporcionar troca de experiências, transmissão de saberes, através de cursos e palestras, dando sequência ao ciclo de visitas dos mestres da cultura popular na região.

Confira a programação:

Na sexta feira (10) a programação tem início as 20h30min até as 22h, e no sábado (11) as atividades dão início as 10h e seguem até às 22h, sendo realizadas no Hotel Moinho de Vento, em Faxinal dos Guedes.

Já no domingo (12), no período matutino, as atividades serão realizadas em Xanxerê. O encontro inicia as 8h e segue até às 10h, e acontecerá na Casa da Cultura Maria Rosa, das 10h às 12h, as atividades dão sequência na Praça Tiradentes. No período vespertino as atividades voltam a ser realizadas em Faxinal dos Guedes, no Hotel Moinho de Vento.

As inscrições seguem abertas, para os alunos o valor é de R$70,00; professores R$150,00 e mestres R$200,00, sendo que refeições e hospedagem é por conta própria.

O evento busca proporcionar aos alunos da instituição e demais interessados, o contato com a Cultura Afro-Brasileira na sua essência.

 

Sobre o Mestre Zelão:

José Carlos Dias Chaves, conhecido no meio capoeirístico por Mestre Zelão, é natural de São Luiz do Maranhão, nascido no ano de 1967, iniciou na capoeira aos doze anos de idade com o Mestre Baiano e Contramestre Bira. Aos 19 anos muda-se para São Paulo, onde reside atualmente. Na capital paulista recebe os ensinamentos dos mestres Miguel Machado, Biné e Cavaco. Em 2009 fundou o Grupo Mutungo de Capoeira Angola, onde hoje desenvolve o seu trabalho.

angola

 

 


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais