Centro de Triagem: em algum lugar tem que ser instalado, diz promotor de justiça

10 de julho de 2019 18:13 | Visualizações: 172
Comunidade Compartilhar no Whatsapp
Centro de Triagem: em algum lugar tem que ser instalado, diz promotor de justiça Foto: Divulgação

A construção do centro de Triagem em Xanxerê tem gerado bastante debate. Depois que foi divulgado o local onde possivelmente a obra será feita (no Bairro São Jorge) moradores se movimentaram e fizeram, inclusive, abaixo-assinado contra o Centro de Triagem.

Em entrevista com o promotor de Justiça, Marcos Augusto Brandalise, da 2º Promotoria, ele explicou sobre a situação, principalmente porque foi ventilada a informação de que o loteamento está irregular e isso impediria a construção.

– O Loteamento Bem Morar II está com um inquérito aqui, por inexecução do projeto, está sendo promovido um TAC para regularização. Mas um ponto nada tem a ver com o outro. O Centro de Triagem, desde que cheguei aqui em 2017 tem um abaixo-assinado, mas para algum lugar tem que ir. Qual é o fundamento para não colocar esse Centro de Triagem em um bairro? Me parece que somente as leis de ordem ambiental. Então, se estiver em APP não pode se construir, nem mesmo uma casa, se estiver em área de risco também não pode nenhuma construção. A questão é que as pessoas não querem um centro de triagem do lado da sua casa, mas em algum lugar tem que ir. Isso já tem um acordo com o Ministério Público, nós estamos exigindo que seja construído. Onde será feito é uma questão administrativa, nós vamos cobrar que se instale. Evidentemente que não podemos a cada abaixo-assinado mudar o local – comenta.

O promotor destaca ainda que a construção precisa ser feita o quanto antes.

– Temos pressa pois precisamos fazer o licenciamento ambiental. Somente após esse licenciamento os recicladores poderão vender os seus materiais. Mas, a situação do loteamento não tem nada a ver com o Centro de Triagem. Essa é uma outra questão – finaliza.

 

 

 

 


Por: Patricia Silva

Deixe seu comentário

Saiba Mais