Cerca de 600 crianças ainda precisam ser vacinadas contra a pólio e sarampo em Xanxerê

Em Xanxerê, a meta é vacinar 95% do público-alvo, sendo que está em 75%

28 de agosto de 2018 08:51
Comunidade , Lance Notícias , Saúde , Xanxerê Compartilhar no Whatsapp
Cerca de 600 crianças ainda precisam ser vacinadas contra a pólio e sarampo em Xanxerê Foto: Divulgação

A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo e a Poliomielite termina nesta sexta-feira (31). Os pais devem levar os seus filhos para receber a vacina, nas Unidade de Saúde do município, que possuem salas de vacina. Em Xanxerê, a meta é vacinar 95% do público-alvo, sendo que está em 75% – faltam aproximadamente 600 crianças para serem imunizadas.

Já foram realizados dois dias D de campanha de vacinação, porém a meta não foi atingida. Diante disso, a Secretaria de Saúde do município, pede a conscientização dos pais.

“Tanto a pólio, quanto o sarampo, que estamos em campanha, a vacinação é a única forma de prevenção, não existe outra. Então as vacinas existem realmente para prevenir. Independente de quantas doses a criança tem dessa vacina, a dose de campanha é uma dose que fizemos a mais, como reforço e não tem problema. É uma proteção a mais, isso que queremos que os pais entendam”, explica Waldereza Dal Molin, do setor de vacinação da Secretaria de Saúde.

A enfermeira ressalta que a vacinação é uma necessidade das crianças. “Muitos pais estão achando que porque as crianças já têm uma dose, que não precisam vacinar. É uma necessidade que os filhos tomem as duas, ambas são muito importantes. A criança vem com os pais, ela é dependente deles, por isso pedimos essa conscientização. Isso consta no Estatuto da Criança e Adolescente (ECA). É direito delas receber essa vacina”, explica.

Esse tipo de campanha que inclui o reforço da dose, informa o Ministério da Saúde, acontece de quatro em quatro anos e já estava prevista no orçamento da pasta. Esse ano, no entanto, a campanha é ainda mais importante dada à volta da circulação do sarampo no território brasileiro e a ameaça da poliomielite.

 

Adultos também podem se vacinar

A campanha atualmente tem como público-alvo as crianças. O Ministério da Saúde, no entanto, disponibiliza duas doses para os indivíduos entre 12 meses e 29 anos, que ficam à disposição o ano inteiro no Sistema Único de Saúde independente da força-tarefa atual para a vacinação.

Na rede pública, também é possível a vacinação gratuita até os 49 anos (nesse caso, uma dose é administrada). O governo recomenda que os adultos vão até as unidades de saúde após o fim da campanha deste ano direcionada às crianças, no dia 31 de agosto, para garantir uma dose e não sobrecarregar os postos.

 

Com informações G1


Por: Alessandra Bagattini

Deixe seu comentário

Saiba Mais